Um dos destinos mais famosos e procurados do Rio Grande do Norte, a Praia de Pipa nos encanta com suas belezas, juntamente com a Praia do Amor e a Praia do Madeiro.
Ela fica localizada no Litoral Sul do estado, no município de Tibau do Sul, a cerca de 85 km de Natal, capital do RN.

Pipa está sempre cheia de turistas, até nas baixas estações, sempre tem alguma programação interessante ou algo divertido para fazer. Principalmente no período de férias, há festivais e eventos, tanto pagos como gratuitos.

Na parte do dia, você pode curtir as praias da região, ir ao mirante, ou fazer um dos passeios disponíveis, como de buggy, jeep, barco ou quadriciclo.
Dessa vez que fui, fiz um passeio de barco até a Baía dos Golfinhos, durou cerca de uma hora e meia, e custou R$ 40,00 por pessoa. Foi uma besteira que fiz, porque poderia ter pago 5 reais a mais e ido de lancha, e não ter ficado enjoada, hahaha. Você conhece as principais praias de pipa, e pode até mergulhar perto dos golfinhos. Eu, particularmente, acho que se você tiver mais tempo em Pipa, vale mais a pena fazer o trajeto de carro pelas praias, mas se gosta de passeios de barco e não passa mal, vale a tentativa.
No outro dia, fui até a Praia do Amor, e caminhei em direção à Praia da Pipa (ou Praia do Centro), e ficamos lá curtindo a tarde.
Durante a noite, existem diversas opções de lazer. Você pode sair para um barzinho, restaurante ou visitar as lojas e fazer comprinhas.
Alguns dos lugares mais populares são o Aruman Crepes & Drinks, uma creperia famosa com deliciosos crepes e vários tipos de drinks; o Tribus Bar, um barzinho bem badalado, com DJ, área externa e pista de dança; e a Boate Calangos, uma boate que funciona de sexta a domingo, e abre bem tarde da noite.
A estrutura de Pipa é ótima, com hotéis, pousadas, resorts, para todos os tipos de gostos e bolsos. É bom ficar próximo à principal avenida da região, a Av. Baía dos Golfinhos. As praias também possuem quiosques e barracas, e os preços até que são razoáveis para um lugar turístico.

Como essa praia fica perto de onde eu moro e terei mais oportunidades de ir, passei apenas um dia lá. Mas para quem quer conhecer todas as praias e fazer alguns passeios, aproveitar de verdade, é recomendável reservar 3 ou 4 dias para ficar por lá.
Vocês já conheciam a Praia da Pipa? Tem vontade de conhecer?


Tata.



Vocês conhecem o duo Anavitória?
No dia 9 de setembro teve show delas aqui em Natal - RN, e eu tive a oportunidade de ir a essa apresentação um tanto singular.

Descobri a existência delas em agosto de 2015, quando uma amiga no meu Facebook compartilhou um vídeo da música Singular. Assim que assisti, já gostei de cara e fui em busca de outras músicas. Naquele ano, a dupla Ana Caetano e Vitória Falcão tinha lançado o EP Anavitória com duas músicas autorais, Singular e Chamego Meu, e regravado duas outras músicas, Cores e Tententender. Claro que ouvi e decorei a letra de todas elas.
Ana e Vitória começaram a cantar juntas em 2013, gravando covers de suas músicas favoritas. Em 2014 foram descobertas por Felipe Simas, empresário artístico de Tiago Iorc. Após o lançamento do EP, elas lançaram um álbum intitulado Anavitória, e fizeram bastante sucesso. Algumas de suas músicas fizeram parte das trilhas sonoras em novelas da Globo. Também, em 2017, ganharam o Grammy Latino na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa pela canção Trevo (Tu), escrita por Ana Caetano e Tiago Iorc.

Em agosto de 2018, elas lançaram o filme Ana e Vitória, um longa-metragem que conta a história de como a dupla surgiu e como elas reagiram a toda fama e mudança nas vidas delas. Ainda não tive a oportunidade de assistir o filme.
Voltando ao show, gostaria apenas de dizer que foi lindo. Elas são uns amores, se esforçam muito para agradar o público, foi uma hora de música, sem enrolação, só amor.
Elas cantaram músicas novas e antigas, como Preta, Singular e Agora Eu Quero Ir, o que foi maravilhoso, ouvi algumas das minhas músicas favoritas, me apaixonei ainda mais. Senti a paz e o amor pairando no ar.
Imagem: Ana Caetano em Natal - RN. Foto de Ana Oliveira
Imagem: Vitória Falcão em Natal - RN. Foto de Ana Oliveira

Se vocês gostam desse tipo de música, no estilo Pop, Folk, MPB, vocês vão adorar o duo. E se tiverem a oportunidade de ir algum dia ao show dessas mocinhas, vão! Vocês não irão se arrepender.

Vocês já conheciam a dupla? Gostaram do som? 

Tata.


O post de hoje é a continuação da postagem passada, com os outros 6 pontos turísticos que ficaram faltando. Vem saber um pouquinho mais sobre onde ir e o que fazer em Brasília.

6. Espaço Lúcio Costa
O Espaço Lúcio Costa é simplesmente um salão subterrâneo localizado na Praça Três Poderes, com uma maquete de Brasília em escala 1:1000. O pequeno museu foi idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer para homenagear o urbanista Lúcio Costa, criador do Plano Piloto.

É um espaço bem pequeno, interessante de ver, principalmente para quem é arquiteto, mas é uma visita de 10 minutos no máximo.

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 9h às 18h.
Entrada: gratuita.

7. Praça dos Três Poderes
A Praça é um espaço amplo o qual abriga as sedes dos três poderes do Estado: o Palácio do Planalto (poder Executivo), o Congresso (poder Legislativo) e o Supremo Tribunal Federal (poder Judiciário)

Dizem que a vista do Congresso durante a noite é bem bonita.

Horário de funcionamento: Todos os dias, 24h.
Entrada: gratuita.

8. Pontão do Lago Sul
O Pontão é um centro de lazer, à beira do Lago Paranoá, repleto por restaurantes, bares, quiosques, parquinho para crianças, caixas eletrônicos, feiras, exposições, show, eventos esportivos, entre outros.

O pôr do sol à beira do lado é maravilhoso, foi o lugar mais agradável que fui em Brasília. Se eu fosse moradora da cidade, iria lá uma vez por semana só para passear com minha cachorrinha.

Horário de funcionamento: domingo e segunda – das 7h à 0h; terça a quinta – das 7h à 1h; sexta e sábado – das 7h às 2h.
Entrada: gratuita.
Site: http://www.pontao.com.br/

9. Palácio do Itamaraty
O Palácio Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores. O Palácio foi mais um projeto de Oscar Niemeyer, e serve ao propósito de apresentar o Brasil aos visitantes estrangeiros. Nele são recebidos os chefes de estado de outros países e onde acontece tudo associado à relações diplomáticas e internacionais. O edifício foi construído apenas com materiais nacionais e seus salões abrigam obras apenas de artistas nascidos ou naturalizados brasileiros.

Talvez a melhor visita guiada que fui, não sei se porque sempre gostei de relações internacionais, mas foi bem divertido.
Só não gostei de uma coisa, cheguei lá e não pude entrar porque era para ser agendado. Agendei e fui em outro dia, me deixaram entrar e nem se importaram com o agendamento. Então não sei se precisa ou não ser agendado. Na dúvida, faça o agendamento por e-mail (disponível no site).

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 9h às 17h (horário marcado, verificar no site).

10. Torre de TV

Monumento com 230 metros de altura, localizado no centro da cidade, que possui um mirante à 75 metros do solo, onde se dá para ter uma vista privilegiada do Eixo Monumental. O Complexo da Torre de TV tem uma Feira de Artesanato com produtos locais, ótimo para comprar souvenires e levar de presente para família e amigos.

Infelizmente a fila para subir no mirante estava enorme e não conseguimos subir, estávamos muito cansados para esperar. Porém, visitamos a feirinha, que é bem legal mesmo.

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h.
Entrada: gratuita.

11. Santuário Dom Bosco
Uma das igrejas mais conhecidas de Brasília, construída em homenagem ao padroeiro de Brasília, São João Belchior Bosco. Possui vitrais em 12 tonalidades de azul, e no seu interior há um lustre de 3,5 m de altura, formado por 7.400 peças de vidro murano, simbolizando Jesus, a luz do mundo.

É uma igreja encantadora, muito linda. A visita é válida, até para os não-religiosos, é uma construção muito bonita.

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 7h às 19h.
Entrada: gratuita.

Agora eu quero saber, ficaram com vontade de conhecer algum desses lugares? Qual gostaram mais?

Tata.


Antes de ir para Brasília, estava vendo uns roteiros e decidindo quais lugares eu poderia ir durante a minha estadia lá. Como já disse em outras postagens, fui para estagiar, e não para turistar, mas claro que pude aproveitar alguns dias.

Par ficar de uma forma mais visual, fiz uma lista de lugares que fui:

1. Memorial JK
2. Parque da Cidade Sarah Kubitschek (Expotchê)
3. Catedral Metropolitana de Brasília
4. Museu de Valores
5. Congresso Nacional
6. Espaço Lúcio Costa
7. Praça dos Três Poderes
8. Pontão do Lago Sul
9. Palácio do Itamaraty
10. Torre de TV
11. Santuário Dom Bosco

Não fui em alguns lugares como o Parque Ecológico Dom Bosco porque ficavam muito 'contra-mão' de onde eu estava e das minhas programações, e por falta de tempo livre não fui em lugares tipo o Palácio da Alvorada, pois lá eles só abrem para visita das quartas-feiras.

Vou dividir a postagem em duas partes, falarei dos 5 primeiros pontos na postagem de hoje, e em outra postagem falarei dos outros 6 pontos.

1. Memorial JK

Memorial idealizado por Sarah Kubitschek e inaugurado em 1981, com o objetivo de  homenagear e contar a trajetória política do presidente da república que construiu Brasília, Juscelino Kubitschek. Projetado por, nada mais nada menos do que o arquiteto Oscar Niemeyer. A câmara mortuária com os restos mortais do presidente JK está no memorial.

Eu adorei o museu, passei bastante tempo lá dentro, tem muita coisa interessante pra ver, e a parte que eu mais gostei foi, sem dúvida, a biblioteca particular que é uma reprodução da biblioteca do antigo apartamento de JK, e o museu no primeiro andar.

Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada: R$ 10,00 (meia-entrada para estudantes e idosos).
Site: http://www.memorialjk.com.br/pt/

2. Parque da Cidade Sarah Kubitschek
O maior parque urbano do mundo, ultrapassando o famoso Central Park, com 420 hectares. Possui diversas atrações como playground, parque de diversões (Nicolândia Center Park), kartódromo, ciclovia, quadras de esporte, pista de skate, lago, praça das fontes, área de hipismo e restaurantes, etc. 

Claro que não tive tempo para andar nele completamente, e nesse dia estava tendo uma exposição que resolvemos ir, a Expotchê, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Andamos ao redor do parque, fomos até o lago, vimos muita coisa legal por lá. 

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 5h às 00h.
Entrada: gratuita.

3. Catedral Metropolitana de Brasília
A Catedral de Brasília foi o primeiro monumento da capital federal, também projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Tem uma área circular de setenta metros de diâmetro, da qual se elevam 16 colunas de concreto. Dentro da catedral há 3 anjos suspensos por cabos de aço, e algumas esculturas como a Réplica da obra de Michelangelo, A Pietà.
Achei a catedral incrivelmente linda, por mim passaria o dia todinho lá dentro só olhando ao redor. Vale a pena conhecer, mesmo se você não for religioso.

Horário de funcionamento: Todos os dias, das 8h às 18h.
Entrada: gratuita.

4. Museu de Valores
Museu que conta a história da moeda desde o Brasil Colonia, localizado no Banco Central do Brasil.  Possui uma das mais completas coleções de moedas e cédulas brasileiras, com exemplares raros; e também uma coleção de moedas e cédulas estrangeiras. Também podemos encontrar exemplares de barras de ouro, pepitas, materiais e utensílios utilizados no garimpo, inclusive a maior pepita em exposição do mundo, encontrada na Serra Pelada
No o oitavo andar do prédio do Banco Central há uma galeria de arte, com quadros de Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral (nome mais bonito do mundo, haha), Portinari e outros artistas. 

A visita ao museu é muito interessante e rica. 
Ah, e você ganha uma moedinha de souvenir do museu para levar de lembrança.

Horário de funcionamento: Terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, das 14h às 18h.
Entrada: gratuita.

5. Congresso Nacional

O Congresso Nacional é o prédio que abriga a Câmara dos Deputados e o Senado Federal. Na visita guiada, com duração de aproximadamente uma hora, conhecemos um pouco mais sobre o Poder legislativo brasileiro.

Na visita vamos ao Plenário do Senado, Plenário da Câmara dos Deputados, aos Salões Verde e Azul, ao Túnel do Tempo do Senado e ao Salão Nobre da Câmara dos Deputados. É muito interessante conhecer mais onde são feitas todas aquelas votações de ementas e leis. A visita é bem mais legal para quem conhece um pouco mais sobre política. Ah, visitas nas quintas-feiras devem ser agendadas.


Horário de funcionamento: segunda, quinta à domingo e feriados, das 9h às 17h30.
Entrada: gratuita.

Vocês já conheciam algum desses lugares? Tem curiosidade em conhecer?

Tata.



Creio que todos os brasileiros souberam tragédia que ocorreu no Museu Nacional no dia 2 de setembro de 2018. Considerado um dos maiores museus de história natural e de antropologia das Américas, o Museu Nacional no Rio de Janeiro perdeu quase todo o seu acervo em um incêndio que aconteceu, principalmente, por conta de negligência política.

Não tive a oportunidade de conhecer esse museu, nunca fui ao RJ, e agora nunca poderei conhecer. Fiquei refletindo sobre a quantidade de história que não conheço e talvez nunca tenha oportunidade de conhecer. Eu amo museus, dois dos meus favoritos é o Museu Salvador Dalí que fica em São Petersburgo - FL e o Instituto Ricardo Brennand, Recife - PE.

Depois dessa fatalidade, e de passar certo tempo pensando nisso, fiz uma listinha de alguns dos melhores museus do Brasil. O nosso país é riquíssimo em história, então não tinha como fazer uma lista com todos os museus, por isso selecionei apenas 14, espero que vocês tenham a oportunidade de conhecer cada um deles, assim como eu espero conhecer.

1. Instituto Ricardo Brennand, Recife (PE)

O Instituto é um espaço cultural sem fins lucrativos inaugurado em 2002, o qual ocupa uma área de 77.603 m² cercada por uma reserva de mata atlântica preservada, que salvaguarda um valioso acervo artístico e histórico originário da coleção particular do industrial pernambucano Ricardo Coimbra de Almeida Brennand. Possui uma das mais modernas instalações museológicas do Brasil, abrangendo um complexo de edificações constituído pelo Museu Castelo São João (museu de armas brancas), Pinacoteca, Biblioteca, Auditório, Jardins das Esculturas e uma Galeria para exposições temporárias e eventos. Fonte: Instituto Ricardo Brennand.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 13h às 17h.
Entrada: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), gratuito para crianças até 7 anos.
Site: http://www.institutoricardobrennand.org.br/


2. Museu da Gente Sergipana, Aracajú (SE)
Inaugurado em 26 de novembro de 2011, o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda é o primeiro museu de multimídia interativo do norte e nordeste. É um museu totalmente tecnológico voltado para expor o acervo do patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe, através de instalações interativas e exposições itinerantes. O prédio foi totalmente restaurado pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese), seu mantenedor, em parceria com o Governo do Estado.

Considerado um marco histórico para o Estado de Sergipe, o museu conta com diversos espaços expográficos, como "Nosso Cabras", “Nossos Pratos”, "Nossas Praças", "Nossas Festas", "Nossos Leitos", além de exposições temporárias, a exemplo de 'Mamulengo de Cheiroso: A Magia no Teatro de Bonecos', atualmente em cartaz.  O espaço também dá lugar a eventos culturais que já fazem parte do seu calendário, como a 'Folia da Gente', 'São João da Gente Sergipana', 'Agosto: Mês das Culturas da Gente', 'É tempo de Criança' e 'Natal da Gente Sergipana'. Fonte: Museu da Gente Sergipana.


Horário de Funcionamento: terça a sexta das 10h às 16h; sábado, domingo e feriado, das 10h às 15h.
Entrada: gratuita.

3. Museu da Língua Portuguesa, São Paulo (SP)
Imagem: Casa Claudia
Com o objetivo de valorizar a diversidade da língua portuguesa, celebrá-la como elemento fundamental e fundador da cultura, aproximá-la dos falantes do idioma em todo o mundo, conectar seus visitantes ainda mais com o idioma, suas origens, sua história, suas influências e as formas que ele assume no cotidiano da população. o Museu da Língua Portuguesa inaugurou no dia 20 de março de 2006, na Estação da Luz. A Estação era um dos principais pontos de passagem dos imigrantes que chegavam ao país e, até hoje, é um espaço dinâmico de contato e convivência entre várias culturas e classes sociais, abrigando sotaques vindos de todas as partes do Brasil. Fonte: Museu da Língua Portuguesa.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia), gratuita para crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos.

4. Museu Oscar Niemeyer, Curitiba (PR)
Imagem: UOL Notícias
O MON, projetado pelo reconhecido arquiteto brasileiro que leva seu nome, foi inaugurado em 2002. O Museu Oscar Niemeyer já realizou ao longo deste período mais de 300 mostras nacionais, internacionais e itinerantes. Possui um total de 12 salas expositivas, e com uma equipe multidisciplinar, visa aproximar e aperfeiçoar a experiência dos visitantes com as artes visuais. O Museu possui o setor de Ação Educativa que atende diariamente estudantes, professores e o público em geral, bem como realiza cursos e oficinas, abertas ao público, com o objetivo de capacitar pessoas no desenvolvimento de trabalhos e projetos. Fonte: Museu Oscar Niemeyer.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia).

5. Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo (SP)
Imagem: Historia das Artes
Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Pinacoteca de São Paulo é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade.
O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência de 20 obras do Museu Paulista da Universidade de São Paulo de importantes artistas da cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antônio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Com o passar dos anos formou um significativo acervo, com quase 10 mil obras. Fonte: Pinacoteca.

Horário de Funcionamento: quarta a segunda, das 10h às 17h30.
Entrada: R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia), gratuita para crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos.
Site: http://pinacoteca.org.br/

6. Museu do Futebol, São Paulo (SP)
Imagem: Viagem e Turismo
O Museu do Futebol tem a missão de investigar, preservar e comunicar o futebol como expressão cultural no Brasil, em diálogo com todos os públicos, para instigar e inspirar ideias e experiências a partir do futebol.
Visa a ser referência constante e global: no tratamento do futebol como patrimônio; em acessibilidade; em sustentabilidade e no respeito à diversidade cultural. Busca ser um museu que dialoga com seus públicos no desenvolvimento de suas ações. Fonte: Museu do Futebol.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada: R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia).
Site: https://www.museudofutebol.org.br/

7. Catavento Cultural e Educacional, São Paulo (SP)
Imagem: Apontador
O Museu Catavento, criado com a vocação de ser um espaço interativo que apresente a ciência de forma instigante para crianças, jovens e adultos, desde sua inauguração em 2009, tem sido um grande fenômeno de público, tendo atingido a marca de dois milhões e meio de visitantes em apenas seis anos de operação, tendo sido o Museu mais visitado do Estado de São Paulo por três anos consecutivos. Fonte: Catavento Cultural.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia).
Site: http://www.cataventocultural.org.br/

8. Museu Imperial, Petrópolis (RJ)
Imagem: Trip Advisor
O Museu Imperial possui o principal acervo do país relativo ao império brasileiro, em especial o chamado Segundo Reinado, período governado por D. Pedro II. São cerca de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos à disposição de pesquisadores e demais interessados em conhecer um pouco mais sobre o tema, além de constantes eventos, exposições e projetos educativos preparados pela nossa equipe. Fonte: Museu Imperial.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 11h às 18h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia), gratuita para crianças até 7 anos, adultos a partir de 80 anos e pessoas com deficiência.
Site: http://www.museuimperial.gov.br/

9. Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, Porto Alegre (RS)
Imagem: Katia Bonfadini
O Museu de Ciências e Tecnologia, tem por missão gerar, preservar e difundir o conhecimento por meio de seus acervos e exposições, contribuindo para o desenvolvimento da ciência, da educação e da cultura.  Suas coleções científicas abrigam um vasto acervo de fósseis, espécimes representantes de nossa biodiversidade e peças provenientes de escavações arqueológicas, que são objeto de pesquisa de mestrandos e doutorandos provenientes de várias partes do mundo. Fonte: MCT - PUCRS

Horário de Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábado e domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia).
Site: http://www.pucrs.br/mct/

10. Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), São Paulo (SP)
Imagem: Selva das Pedras
Fundado em 1947, o Museu de Arte de São Paulo é um museu privado sem fins lucrativos, e possui mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, hoje a coleção do MASP reúne mais de 10 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos, abrangendo a produção europeia, africana, asiática e das Américas. Fonte: MASP.

Horário de Funcionamento: terça, das 10h às 20h; quarta a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 35 (inteira), R$ 17 (meia).
Site: https://masp.org.br/

11. Inhotim, Brumadinho (MG)
Imagem: Espaço f508
O Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz a partir de meados da década de 1980. Contém um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas. Com atuação multidisciplinar, o Inhotim se consolida, a cada dia, como um agente propulsor do desenvolvimento humano sustentável. Fonte: Inhotim.

Horário de Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30; sábado e domingo, das 9h30 às 17h30.
Entrada: R$ 44 (inteira), R$ 22 (meia), gratuito nas quartas-feiras (exceto feriados).
Site: http://www.inhotim.org.br/

12. Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza (CE)
Imagem: Viagem e Turismo
O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura está entre os mais relevantes centros culturais brasileiros e é um dos principais pontos turísticos do Ceará. O Centro Dragão do Mar está situado num dos mais boêmios bairros de Fortaleza, a Praia de Iracema. São 14,5 mil metros quadrados de área construída para vivenciar a arte e a cultura, visitando exposições no Museu da Cultura Cearense, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará e na Multigaleria; se encantando com espetáculos cênicos, no Teatro Dragão do Mar, no Espaço Rogaciano Leite Filho e na Arena Dragão do Mar; assistindo a grandes filmes nas modernas salas do Cinema do Dragão - Fundação Joaquim Nabuco; desbravando o Universo, no Planetário Rubens de Azevedo; e ainda curtindo shows locais, nacionais e internacionais, no Anfiteatro Sérgio Mota, no Auditório e na Praça Verde do Dragão. Fonte: Dragão do Mar.

Horário de Funcionamento: Geral: de segunda a quinta, das 8h às 22h; e de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h.
Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h.
Cinema do Dragão: de terça a domingo, das 14h às 22h.
Museus: de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30); sábado, domingo e feriados das 14h às 21h (acesso até as 20h30).
Multigaleria: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).
Entrada: Cinema do Dragão: R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia).
Museus: gratuito.
Multigaleria: gratuito.
Site: http://www.dragaodomar.org.br/

13. Museu do Amanhã, Rio de Janeiro (RJ)
Imagem: Museu do Amanhã
O Museu do Amanhã é um museu de ciências diferente. Um ambiente de ideias, explorações e perguntas sobre a época de grandes mudanças em que vivemos e os diferentes caminhos que se abrem para o futuro. O Amanhã não é uma data no calendário, não é um lugar aonde vamos chegar. É uma construção da qual participamos todos, como pessoas, cidadãos, membros da espécie humana. 

Orientado pelos valores éticos da Sustentabilidade e da Convivência, essenciais para a nossa civilização, o Museu busca também promover a inovação, divulgar os avanços da ciência e publicar os sinais vitais do planeta. Um Museu para ampliar nosso conhecimento e transformar nosso modo de pensar e agir. Fonte: Museu do Amanhã.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia), gratuito nas terças-feiras.
Site: https://museudoamanha.org.br/

14. Museu Felícia Leirner, Campos do Jordão (SP)
Imagem: Campos do Jordão
Instalado desde 1978, o Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro tem como missão preservar e divulgar sua coleção de esculturas e sua área de mata atlântica, fomentar a fruição e expressão em artes visuais e a apreciação e compreensão musical, e promover a conservação ambiental, projetando ser uma referência entre museus que aliam patrimônio cultural e natural em mesmo espaço, e tendo relevância como centro de promoção de artes visuais, música, preservação e uso sustentável do meio ambiente. Fonte: Museu Felicia Leirner.


Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia).
Site: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Valorizem a história do Brasil, valorizem nossa história.
Vocês já foram em algum desses museus? Tem vontade de conhecer algum?

Tata.


Tcham, tcham, tcham, tchaaaaam.
Olá, meninos e meninas! Tudo na paz?
Hoje eu trouxe mais um Guest Post para vocês! Fico muuuuito feliz quando colaboram com o blog! Vejo que meu conteúdo está agradando vocês!
Quem escreveu o post de hoje foi a Celeste Pinto. 
Espero que vocês se divirtam, e já sabem, se quiserem colaborar com esse cantinho, podem escrever para blogjesuistata@gmail.com.
Porque aqui é assim, Je suis Tata, tu es Tata, nous sommes tous Tata.

Tata.
___________________________________________________________________

Vamos, neste texto, apresentar 11 maneiras originais de dizer: "Querido, eu estou grávida". É uma notícia marcante... Seria de pensar que uma notícia dessas dispensaria elaboração ou criatividade na hora de apresentá-la.
Isso, porém, não impede que muitas mulheres procurem um novo jeito de dar àquela grande notícia que muda tudo que os homens têm ouvido desde os tempos de Adão.
A seguir, vamos listar alguns exemplos de estratégias para dar um toque pessoal ao anúncio de que vai chegar uma pessoa especial na vida do casal.
1. Deixar um bilhetinho para ele "escrito" pelo bebê

Um bilhetinho do bebê saudando o novo pai e falando de suas experiências e expectativas pode ser um jeito de marcar a ocasião e dar voz a quem ainda não tem.

2. Mandar uma carta para ele

Que tal enviar pelos Correios uma carta para ele contando? Ele provavelmente vai ficar surpreso de receber uma carta sua - e vai ficar mais surpreso ainda quando ler o conteúdo contendo a grande notícia. Fale com os correios e surpreenda-o.

3. Deixar uma mensagem no fundo da caneca que ele usa

Escrever a notícia no fundo da caneca que ele usa e dar-lhe algo para beber, de modo que a mensagem apareça apenas quando ele tiver consumido o líquido é um jeito criativo de informá-lo da situação. 

4. Deixar que um dos filhos (se o bebê a caminho não for o primeiro) dê a notícia

É uma boa ideia ir envolvendo as crianças no assunto para que elas vão se acostumado à ideia de ter um(a) irmãozinho (a) e não se sintam ignoradas. Por que não deixar que as crianças contem a boa nova?

5. Deixar que o animal de estimação da família dê a notícia

Que tal prender na coleira do mascote uma pista? Pode ser um chocalho, por exemplo.

6. Colocar uma par de sapatinhos de bebê em um lugar onde ele possa achar

Sapatinhos estão associados a bebês. Que outra razão poderia existir para haver sapatinhos na casa?

7. Uma plaquinha comemorativa

Uma outra opção é preparar uma plaquinha com uma mensagem. Por exemplo, "parabéns, você ser papai".

8. Com um presente embrulhado

Outra possibilidade é dar a ele um presente e, quando ele se abrir, lá estará o resultado do teste de gravidez, um pequeno chocalho ou algum outro objeto que conte a novidade.

9. Por WhatsApp

O aplicativo de troca de mensagens já é usado para falar de praticamente tudo, não é mesmo,? Com certeza, consegue encontrar uma imagem inspiradora ou engraçada para mandar junto e que tenha tudo a ver com a maravilhosa ocasião.Caso tenha problemas com este ou outro aplicativo podem ser resolvidos por meio de sac 0800 para contato.

10. Com um biscoito da sorte chinês

Se souber fazer biscoitos da sorte chineses ou puder conseguir que alguém faça, por que não colocar uma mensagem sobre isso dentro de um deles?

11. Com uma faixa de promoção para a criança já existente

Que tal dar à criança já existente uma faixa de "promovido a irmão mais velho" ou "promovido à irmã mais velha"? O papai saberá juntar dois e dois.

Enfim, mostramos nesse texto 11 maneiras originais de dizer "Querido, eu estou grávida", embora admitamos que nenhuma forma de anunciar possa ficar à altura dessa abençoada notícia.




Quando estamos passando por alguma dificuldade, sempre tentamos fugir, nos esconder, tentamos não pensar naquilo. Eu sei como você se sente. Já passei por situações que tudo o que eu queria era me esconder, dormir o máximo que eu podia, esperando que quando despertasse, o problema tivesse se resolvido sozinho. Mas isso nunca acontecia.

Imagem: Yaoyao Ma Van As
Temos que enfrentar nossos problemas de frente, independente de qual sejam eles, senão eles nunca irão embora, permanecerão com você. Porém, quando os pensamentos se tornarem insuportáveis e insistentes, faça algo para você. Se obrigue a fazer algo que você goste.

Sair de casa, ir à praia, assistir um filme, tomar um sorvete, conversar com amigos, ir à academia. Faça algo que te dar prazer. Mas não faça isso para fugir do que te atormenta. Faça aquilo porque você acha que vai se sentir melhor, porque você sabe que aquilo te faz bem.

Vá com o pensamento de que aquilo vai te acalmar porque te agrada. ‘Eu vou ao cinema porque eu amo assistir filmes e sempre me sinto feliz quando faço isso’. Não vá somente para escapar dos seus pensamentos, vá porque você se ama. Se não, a partir do momento que seu problema se resolver, você vai parar de fazer aquilo que te faz bem porque não vê mais sentido em fazê-lo, e o objetivo não é esse. O ponto principal aqui é pensar mais em você e tentar aproveitar cada segundo do seu dia.

E sim, as dificuldades não duram para sempre, elas são solucionadas e depois outras surgem. É o ciclo natural da vida, mas você não pode se deixar afogar em meio delas. Encare aquilo como uma maneira de te fazer mais forte e mais sábio no futuro.

Quando eu terminei meu namoro, eu sofri de uma forma muito intensa, auto estima nem existia mais. E, com ajuda da minha psicóloga e dos meus amigos e familiares, comecei a me enxergar melhor. Sempre que aquele pensamento queria me derrubar, eu buscava fazer algo que eu gosto, mas porque eu merecia sim ser feliz. Eu me aproximei muito mais de Deus, e olha, o término que para mim parecia péssimo naquele momento, e por muitos meses, se transformou em uma coisa boa, me fez fazer algo que eu queria ter feito a muito tempo, me aproximar do meu Senhor.

Então, respira, calma, e se ame, se refugie naquilo que te faz bem. 💜

O que te faz bem?

Tata.