Estamos em uma situação de crise financeira que parece que nunca vai embora.
Então, acho que dicas para economizar são sempre bem vidas.
Eu, particularmente, amo fazer compras online. Sou daquele tipo de pessoa que tem preguiça de ficar olhando em loja, sou mais objetiva, e acho muito mais prático comparar preços quando é na internet.
Pensando nisso, trouxe para vocês algumas dicas para economizar em compras online!

1. Pare, pense e planeje
Sim, pare, respire, e pense no que vai comprar. Não compre nada por impulso, só porque você viu o preço baixo ou algo do tipo, isso pode te levar a perder o controle e comprar mais do que você deveria. Faça uma lista do que você quer, e depois seja objetivo, vá em busca exatamente daquilo que você já necessitava.

2. Pesquise e compare preços
Às vezes a gente entra em um site e vemos um "descontão" no produto que queremos. Mas pode ser que esse super desconto não seja tão verdade assim. É sempre bom olhar em vários sites e comparar o preço, então não tenha pressa.
Existem ferramentas de busca que comparam sites e produtos, avaliam os preços, e tem até filtros por categorias. Os que eu mais uso são o Buscapé e o Zoom.

3. Ofertas relâmpago
Fique sempre em alerta! Ofertas relâmpagos podem ser uma ótima opção para você que tem mais disponibilidade de ficar na internet. Elas geralmente aparecem nos finais de semana, feriados e durante a madrugada, ou seja, onde há menos pessoas conectadas. Olhos sempre abertos!

4. Cupons descontos
Algo que sempre funciona comigo são os cupons desconto. Sempre que vou comprar algum produto, saio por aí procurando cupons desconto para aliviarem meu bolso. Já usei cupom desconto em compras de livros, roupas, sapatos e até passagens aéreas!
Um site que eu super indico é o CupomVálido.com.br! Eles tem descontos em sites como Saraiva, Centauro, Natura, Submarino, Americanas, Adidas e muuuuitos outros.
Não precisa de cadastro para utilizar e todos os cupons são gratuitos, então vale super a pena. Já salva aí na barra de favoritos e começa a usar.

5. Newsletter
Sabe aqueles e-mails que a gente recebe das lojas? Então, às vezes eles podem não ser tão chatos assim. Você tem mais chances de receber ofertas e promoções exclusivas, e antes de todo mundo saber. Assim você não corre o risco de encontrar o produto que você está querendo comprar esgotado.

6. Forma de pagamento
Fique de olho na forma de pagamento. Alguns sites oferecem um bom desconto caso você compre à vista ou no boleto. Outros dividem em até 12x sem juros, o que não é tão comum em lojas físicas. Sempre preste atenção nas formas de pagamento e escolha o que for mais vantajoso para você.


Gostaram das dicas? Já utilizavam alguma delas?
Comentem!

Tata.



Vamos falar sobre o Casamento Real.
Eu sei que você já deve estar de saco cheio de ouvir sobre a união de Meghan Markle e o Príncipe Harry, que aconteceu nesse sábado (19/05). Mas, calma, eu não vou falar sobre a decoração, a festa ou a cerimônia.
Eu vim falar sobre a importância desse casamento.

Fonte: Revista Donna
Meghan Markle é uma mulher birracial, filha de mãe negra, que casou com um príncipe britânico.
Tá, mas qual a relevância dessa informação?
Em 2014 saiu uma pesquisa falando que um terço dos britânicos admitiam ter preconceito racial.
Pensa no poder e a representatividade que essa mulher possui sendo agora oficialmente membro da Família Real. E em todos os desafios que ela terá que enfrentar.

Mas a presença negra não para somente na mais nova duquesa, ela continua.
Michael Curry, o bispo que celebrou o casamento e citou Martin Luther King, foi o primeiro negro a ser eleito presidente da Igreja Episcopal americana.
O coro gospel The Kingdom Choir, o qual apresentou uma versão de Stand by Me, de Ben E. King, é formado apenas por cantores negros. E, por sinal, foi uma apresentação emocionante.
Sheku Kanneh-Mason, violoncelista de apenas 19 anos, ganhador do prêmio de jovem instrumentista da BBC, em 2016, interpretou algumas músicas, entre elas Ave Maria, de Franz Schubert.

O ativismo feminista também se mostrou presente durante toda a celebração do casamento.
Vale lembrar que o feminismo defende, dentre muitos ideais, o direito de escolha da mulher sobre sua própria vida, ou seja, casar não a faz menos feminista.
Meghan quebrou o protocolo e entrou sozinha na capela, acompanhada apenas por dois pajens, passando uma mensagem de uma mulher decidida, independente e feminista. Ela também decidiu que a palavra "obedecer" seria omitida dos seus votos matrimoniais.

Muitos outros detalhes e quebras de protocolo, além dos que foram citados acima, caracterizaram essa união. Porém, eu só queria mostrar um pouco do que esse casamento simbolizou para vários grupos e várias lutas.
A duquesa de Sussex tem um grande desafio pela frente.
Esperamos que ela continue representando a comunidade negra, mostre que ser divorciada, feminista e afrodescendente não a diminui em nada, só revela sua forte personalidade e salienta que cada um de nós temos o nosso devido valor.

Fontes: G1, Veja, El País

Tata.


Eu amo quotes de livros e filmes.

Os autores tem uma sensibilidade incrível de traduzir em palavras o que estamos sentindo e não sabemos expressar.
Alguns também nos fazem pensar, e foi um quote que me ajudou a superar o fim de um relacionamento.
Fonte: Tumblr.
"- Às vezes as pessoas não tem noção das promessas que estão fazendo no momento em que as fazem. - falei.
O Isaac me lançou um olhar ferino.
- Tá, tem razão. Mas você cumpre a promessa mesmo assim. Amar é isso. Amar é cumprir a promessa mesmo assim. Você não acredita em amor verdadeiro?" - A Culpa é das Estrelas

Parece ser bobinho, mas foi algo que me fez pensar.
Eu sempre fui alguém que faz tudo para um relacionamento dar certo. Sempre me doei mais do que eu deveria, sempre me entreguei de corpo e alma. E, sempre cumpri todas as minhas promessas.

E, por mais que pareça algo pequeno, promessas são algo super importantes em qualquer relacionamento.
Quando você promete algo a alguém, esse alguém espera que o mínimo que você faça seja cumprir sua promessa.
Promessas criam expectativas, que geram uma ansiedade para que se cumpram, e podem gerar uma frustração caso quebradas. 
Quando isso acontece uma vez ou outra, tudo bem, é algo perdoável e pode até ser esquecido. 
Mas se isso vira uma rotina, a frustração toma conta do relacionamento, e com o tempo a relação fica desgastada, podendo até acabar

Foi isso o principal motivo do fim do meu relacionamento.
Cada mês que se passava, aquela promessa era mantida, o que gerava uma ansiedade dentro de mim, uma expectativa imensa, até que ele resolveu que era complicado demais manter a palavra. 
Criei expectativas em cima de um compromisso que foi desfeito
E era algo muito importante, por sinal.
Além disso existiam as várias pequenas promessas que eram quebradas ao longos dos dias, geralmente por causa de compromissos paralelos ou até esquecimento, como um "falamos mais tarde" mas o jantar demorava mais do que o esperado e o mais tarde era inviável, ou "te ligo amanhã" e o amanhã nunca chegava.
Com o tempo a gente cansa de esperar.
A gente deixa de acreditar que dessa vez será diferente.
E por mais que a gente deseje crer nas palavras mais uma vez, no fundo a gente sabe que vai ser decepcionado de novo.
No final, a gente deve tomar uma atitude para acabar com aquilo, ou nos acostumamos com as decepções diárias. Não aconselho a segunda opção

Quantas promessas você já fez? E quantas você já cumpriu

Para os cristãos...
"Quando você fizer um voto, cumpra-o sem demora, pois os tolos desagradam a Deus; cum­pra o seu voto. É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir." - Eclesiastes 5:4-5


Tata.


Lá vem a vegetariana falar outra vez de algo relacionado a vegetarianismo.

Desde que eu me tornei vegetariana sempre tem alguém que diz coisas do tipo:
"Você deixou de comer carne, mas a mesma quantidade de animais serão mortos pelas industrias"
"O que vai acontecer é mais carne ir pro lixo, a produção não vai diminuir"

Ou quando digo que dou preferências a produtos veganos:
"Os testes em animais sempre vão existir"
"Sempre tem algo que você veste ou usa que é testado ou vem de animais"
"Você pode até parar de usar, mas não vai adiantar"

Também escuto frases mais gerais como:
"Você não vai mudar o mundo"
"Você é uma pessoa, não altera em nada"

Será que isso é verdade?
Será realmente que devo fazer algo porque todo mundo faz? 
Ou porque ninguém vai deixar de fazer?

Mas, se eu influenciar uma pessoa a se tornar vegetariano, já é alguma coisa. E se essa pessoa influenciar outra? 
E, mesmo que eu não consiga fazer alguém ser vegetariano, mas reduzir o consumo de carne, já ajuda né?

É estimado que no Brasil, cerca de 5 milhões de pessoas pratiquem o veganismo. Pouco? Talvez.
Mas, levando em consideração que um vegetariano salva em média 370 animais por ano, 5 milhões salvam 1 bilhão e 850 milhões de animais anualmente!!! 
Os números refletem bastante na industria, e quanto mais pessoas se tornam vegetarianas, menos animais serão levados ao abate.

Quanto mais pessoas preferirem produtos de marcas veganas, menos lucro as empresas que ainda fazem uso desses testes vão ter, e mais alternativas serão criadas para que não haja a necessidade de se fazer testes de laboratório em animais
Sabia que já existem pesquisas sendo feitas para a criação de modelos de pele humana? Tudo para que futuramente os animais não sejam usados de maneira impiedosa em testes de cosméticos.

O que eu quero dizer com isso é, não importa o que os outros falem, cada mínima ação que você faça contribui para um mundo melhor e com menos crueldade.
Sua decisão faz toda a diferença!

Fontes: EstadãoMedium.

Tata.


A Thais B., do blog de unhas Esmaltecos, entrou em contato comigo e disse que queria colaborar com o blog com um guest post!
Gosto muito quando vocês mostram interesse em fazer o blog crescer, só mostra o quão meu trabalho vale a pena.
Espero que vocês gostem da postagem, e se alguém quiser colaborar também, mandar alguma crítica ou elogio, é só escrever para blogjesuistata@gmail.com.

Tata.

É comum os esmaltes descascarem e deixar aquele aspecto desleixado nas unhas. Isso acaba acontecendo pelo contato constante com água, usar as unhas como ferramenta para abrir objetos ou até mesmo pela aplicação de camadas grossas de esmalte nas unhas, e outros motivos.
Como o esmalte começa a descascar pela pontinha da unha, as manicures têm um truque especial para fazer o esmalte durar mais.

Conheça a seguir os truques do curso de manicure profissional, que ajuda a deixar suas unhas bonitas por mais tempo.

Aplicar base na ponta da unha
A base cria uma camada aderente que prepara as unhas para aplicação do esmalte, ela é importante para fazer o esmalte durar mais tempo. Ao aplicá-la também na pontinha das unhas, após finalizar a manicure, faz com que o esmalte fique protegido e dure por mais tempo, sem que comece a descascar na pontinha.

É certo “frisar” a pontinha da unha?
Quando vamos ao salão é comum percebermos que as manicures têm o hábito de “frisar” a ponta das unhas, que nada mais é do que limpar o esmalte da pontinha e deixar aquela linha branca na parte de cima, pois isso faz o esmalte durar mais. Não que isso seja errado, mas nem todas as mulheres gostam dessa aparência, uma dica nesse caso é fazer o uso da base, como citamos no parágrafo acima, o top coat também ajuda a fazer o esmalte durar mais.

A base, top coat e hábito de “frisar” a pontinha das unhas, ajudam a evitar que o esmalte entre em contato com a superfície e demore a se desgastar. 
Cuidado ao lixar a ponta da unha
Saber lixar as unhas de maneira certa faz toda a diferença na duração do esmalte e fixação do mesmo. Abandone os movimentos de “vai e vem” lixando as unhas na horizontal e apenas em uma direção, isso também previne que as unhas quebrem ou lasquem os cantinhos facilmente. Quando estiver com o formato feito, coloque a lixa na vertical e movimente-a de trás para frente com o objetivo de eliminar lasquinhas que facilitem o descascamento do esmalte. 

Cuidado com o esmalte
Usar esmaltes velhos e secos, ou passar camadas exageradas pode atrapalhar o resultado final da sua manicure e causar imperfeições no esmalte, além de fazer com que o esmalte não dure. Portanto, a dica é usar base antes da aplicação para deixar as unhas uniformes, passar no máximo duas camadas de esmalte e finalizar com top coat para selar.

Caso o esmalte que escolheu seja clarinho, aplique uma camada de esmalte cintilante ao fundo para evitar manchas e imperfeições. Se o esmalte for vermelho, também vale aplicar um esmalte cinza claro ou cintilante também, antes da cor. Esse truque ajuda a dar mais intensidade e evitar manchas e imperfeições.

Com esses truques as unhas decoradas duram por mais tempo e ficam com um acabamento de manicure profissional.

E vocês meninas, tem alguma dica para fazer o esmalte durar mais? Compartilhem as opiniões conosco nos comentários.



Quando algo dá errado é meio desesperador.
Fazemos planos e planos, e de repente tudo parece desmoronar.

O término de um relacionamento muitas vezes vai ser algo que vai te dar uma sensação ruim, principalmente se não foi você quem tomou a decisão de terminar.
Terminar algo que você queria que fosse para sempre não é fácil.
Dá aquela vontade de apagar tudo o que já foi vivido, para não ficar lembrando e sofrendo, tipo naquele filme Brilho eterno de uma mente sem lembranças.
A gente pensa em todos os pontos que falhou, e o que fez de errado para acabar daquele jeito.
A gente revive cada momento, procurando por erros, que nem o Tom Hansen de (500) dias com ela.
Nos culpamos por algo que, às vezes, nem é nossa culpa.
Dá vontade de chorar, gritar, xingar...

Mas as vezes um término não é ruim, apesar de parecer ruim.
Não é porque acabou que você tem que apagar as memórias que construíram juntos.
Todo final é um recomeço, uma nova oportunidade de melhorar, de se conhecer melhor e aprender com os próprios erros.
Existem muitos motivos para um relacionamento chegar ao fim.
Talvez o sentimento tenha mudado.
Talvez os objetivos eram diferentes.
Talvez a relação tenha se desgastado.
Talvez uma das partes era muito imatura.
Talvez um não era forte o suficiente para aguentar a distância.
Talvez algum dos dois não estava preparado para um compromisso.

Existem muitos "talvez", mas não se apegue a eles.
Não tente reescrever algo que já foi escrito com caneta permanente.
Tente guardar tudo o que vocês viveram dentro de uma caixinha, e deixe lá por um bom tempo.
Quando lembrar, lembre com carinho, pense que tudo aquilo que viveram foi maravilhoso no momento que estava sendo vivido. Não se prenda à tristeza do final, mas à alegria dos acontecimentos compartilhados.
Lembre de todas aquelas frases clichês que agora fazem todo o sentido, como "que seja eterno enquanto dure", e "foi bom enquanto durou".
Seja grato por cada minuto que passaram juntos, por cada beijo, cada abraço, cada 'eu te amo'.

Como a Hazel Grace de A Culpa é das Estrelas disse:
"Não sou formada em matemática, mas sei se uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. [...] Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso".

Dói? Dói e muito. 
Como Augustus Waters de A Culpa é das Estrelas também falou "Esse é o problema da dor. Ela precisa ser sentida".
Mas a dor passa com o tempo.
Deixe o tempo levar os sentimentos ruins e pense nas cicatrizes como experiências necessárias para te fazer crescer e se tornar uma pessoa melhor.
Algum dia, no futuro, você vai entender o motivo pelo qual precisou passar por aquilo tudo.

E, para quem é cristão, lembre-se sempre que Deus está contigo.
"Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia." - Salmos 46:1

Tata.


Sou vegetariana, como já disse algumas vezes aqui no blog, mas a verdade é que eu quero ser vegana daqui a um tempo.
Quando a gente mora com pessoas onívoras, que comem de tudo, e quando a gente não tem tempo de fazer a própria comida, é muito difícil se tornar vegano. Já foi difícil tirar os animais da minha alimentação, imagine tirar os derivados deles.
Eu também sou intolerante à lactose, então já é uma desculpa a mais para tirar pelo menos o leite da minha alimentação, mas mesmo assim é muito difícil.

Difícil porque eu não posso obrigar ninguém a cozinhar as coisas do jeito que eu quero. E, enquanto eu não tiver tempo para fazer meu próprio cardápio, tenho que comer a comida da minha mãe (não estou reclamando, a comida dela é a melhor do mundo!). Ela ainda me ajuda muito por eu ser vegetariana, cozinha várias coisas que possam substituir a carne, mas tirar todo o leite, ovos e demais derivados por minha causa é muito complicado.

Porém, eu consegui convencer minha mãe a fazer um queijo de batata que eu vi em um grupo no Facebook. E todo mundo aqui em casa gostou! Daí, minha mãe resolveu adaptar e fazer um queijo de inhame. Então, eu resolvi compartilhar a receita aqui com vocês!

Queijo de Inhame
Ingredientes: 
- 4 rodelas médias cozidas
- 2 colheres de sopa de polvilho azedo
- 1/4 de xícara de óleo ou azeite
- 1/2 xícara de água (usei a água do cozimento)
- 1 colher de sopa de suco de limão, sal a gosto.
- 1/2 colher de chá de açafrão
- Orégano a gosto.

Modo de fazer:
Coloca todos os ingredientes no liquidificador e bate bem com o inhame ainda quente.
Vai experimentando para acertar o sal e o azedinho com o limão.
Também ajuste a quantidade de açafrão ao seu gosto.
Já está pronto para ser consumido!

Depois de passar a noite na geladeira, ele ficou com a consistência igualzinha ao queijo minas comum.

Em processo de produção
Pronto para ir para geladeira
Prontinho em uma fatia de pão!
Gostaram da receita? Já comeram algum queijo vegano?

Tata.