Fiquei duas semanas sem postar e eu vou explicar o motivo.
Já desisti de muitos blogs por causa das minhas obrigações, tenho muita coisa pra fazer e pouco tempo pra me dedicar ao blog, mas dessa vez eu vou tentar ser persistente. Sempre que for semana de provas na faculdade, eu vou dar uma sumidinha, mas vou fazer um esforcinho para voltar.

Outro motivo da minha ausência foi um novo amor. Estava esperando por esse momento faziam quase 10 anos e ele finalmente chegou. Ganhei uma cadelinha fofa <3
O nome dela é Khaleesi, e ela é toda brabinha. Dizem que ela é Cocker Spaniel com Poodle, mas pra mim é SRD mesmo haha. Chegou aqui em casa para trazer mais alegria ainda.  Ela é muito sapeca e já gosta de dar umas mordidinhas cheias de amor. E gosta de dormir, nunca vi um trocinho pra dormir tanto como ela.E, aproveitando a deixa, vou dizer vou fazer uma postagem falando sobre adoção e o bem que a adoção traz.
E você? Tem algum animal de estimação?
Tata.


No inverno minha irmã foi me visitar nos Estados Unidos, e claro que a gente aproveitou pra viajar. Como nossa viagem durou mais ou menos 15 dias, vou dividir essa viagem em várias postagens.
O primeiro lugar que a gente foi visitar foi a cidade de Denver, no Colorado. Nós fomos para lá com o principal objetivo de esquiar. Claro que aproveitamos para dar uma passeadinha pela cidade. A cidade é bem arrumadinha, mas a maioria dos locais estavam fechados por causa da neve.

Foi a primeira vez que vi neve, e é muito lindo! A neve faz tudo ficar encantador, mas é mais gelado do que eu pensava, haha.
Agora vamos ao que interessa, esquiar. Nós fomos esquiar no Loveland Ski Area, e pagamos por um pacote de um só dia, com aulas e equipamento, que custou $125. Também pagamos pelo aluguel de  algumas roupas, como luvas e calças, pois as que nós tínhamos não nos protegeram o suficiente, acho que custou em torno de $30.
Eu não sabia que esquiar seria tão difícil e cansativo. O professor nos ajuda bastante, mas eu sou super desajeitada e levei muitas quedas. É bem mais difícil que patinar. O frio e a altitude também não ajudam muito, e eu ainda tive sorte pois fui num dia que a sensação térmica deu em torno de -30°C. Imagina o frio, principalmente pra mim que sou nordestina! Mas apesar de tudo, me diverti muito.Se você quiser saber mais sobre o local e os pacotes do Loveland Ski Area, clique aqui.

Tata.


Como dito na postagem sobre Washington DC, no Thanksgiving também fomos para New York (ou, Nova Iorque, como quiserem chamar). Pense num lugar encantador! New York é uma cidade dinâmica, iluminada, tem uma atmosfera maravilhosa, animada, e tem muita coisa pra fazer, muita coisa mesmo. Passamos 4 dias lá e não foram suficientes. A falta de dinheiro contribuiu para que não pudéssemos aproveitar mais ainda aquela cidade, mas como sempre, fizemos o possível para nos divertir.
Roteiro:
*Top of the Rock (Observatório no topo do Rockfeller Center)
*Central Park
*Biblioteca Publica de NY
*St. Patricks Cathedral
*Financial District (Wall Street)
*Estátua da Liberdade
*Brooklyn Bridge
*Times Square
*Madame Tussauds New York
*One World Trade Center
*Times Square
Então, não lembro exatamente o que a gente fez em cada dia, faz quase um ano que fui lá, haha, mas lembro que fui nesses lugares os quais citei acima.
Fomos na época do Outono, e o Central Park estava lindo demais, só teve um probleminha, choveu no dia e a gente estava desprotegido, e eu ainda inventei de usar umas botas totalmente desconfortáveis, então não andei o quando gostaria.A Estátua da Liberdade é parada obrigatória, tem uns barquinhos que te levam lá na Ilha da Liberdade (Liberty Island), eles são pagos, acho que em torno de $25,  mas vale muito a pena.
Atravessamos a Brooklyn Bridge, que é uma ponte muito linda. Estavam fazendo umas reformas, então estava meio apertado para andar em algumas partes, mas nada que atrapalhasse muito nossa travessia.Uma dica que me deram e eu vou dar pra vocês, não subam no Empire State, vão para o Top of the Rock, de lá você tem uma vista maravilhosa do Central Park e do próprio Empire State, e se eu não me engano, parece até que é mais barato subir nele do que subir no Empire State, e se puder, fique para o pôr do Sol.
A ida no One World Trade Center, o novo prédio que faz parte do complexo do World Trade Center, foi bem emocionante, é muito triste chegar lá e relembrar tudo o que aconteceu no dia 11 de setembro de 2001. Foi construído um memorial no lugar onde ficavam as Torres Gêmeas em homenagens às 2.983 vitimas daquele ataque, formado por duas piscinas gigantes com cataratas.
O Madame Tussauds é um museu de cera que tem em todo canto nos Estados Unidos, haha, sério, tem em vários lugares. Escolhemos o de NY pois foi o primeiro que vimos, mas também encontramos vários na Califórnia, em Las Vegas, e outros lugares. Se você gosta de celebridades, e esse tipo de coisa, acho que você deveria ir, é muito divertido.A Times Square, gente, que lugar magnífico. Uma loucura de tanta gente, mas as luzes, as diversas lojas e a movimentação fizeram daquele lugar uns dos meus lugares preferidos de New York. Se eu pudesse, passava o dia sentada só observando a movimentação das pessoas.
E, por último, no Financial District de New York, temos o Charging Bull, que é um touro de bronze que pesa cerca de 3,5 toneladas. Diz a lenda que esfregar o chifre, o focinho e o escroto ("bolas", "ovos", ou sei lá) do touro, atrai dinheiro e sorte. Claro que eu esfreguei umas partes mas foto não vai rolar haha.Ah, os outros lugares também são maravilhosos, mas não vou descrever um por um haha, tem coisas que é melhor ver por conta própria.
Um arrependimento: não ter ido ver um show na Broadway.
Espero poder voltar lá algum dia, em breve, ou não.
Tata.


Thanksgiving é um feriado celebrado no Canadá e nos Estados Unidos, onde a família e os amigos se juntam com o intuito de agradecer a Deus pelos bons acontecimentos que ocorreram durante o ano, um momento de festa e orações. Mas, para nós brasileiros que estávamos longe da família, era mais uma oportunidade para viajar e conhecer mais um pouco dos EUA.
Dessa vez fomos para Washington DC e New York! Uma viagem curta de 4 dias. Mas nessa postagem vou falar apenas de Washington DC pois acho que devo fazer uma postagem separada para New York.
Passamos apenas um dia em Washington DC, então não pudemos aproveitar tanto quanto deveríamos. Gente, Washington DC é uma cidade linda, e não podíamos esperar menos da capital dos EUA. Tem muita coisa para fazer e ver, dá vontade de passar dias só aproveitando as belezas da cidade.Roteiro de Washington DC:
*Capitólio
*Museu Aeroespocial
*National Gallery of Art
*Casa Branca
*World War 2 Memorial
*Vietnam Memorial
*Lincoln Memorial
Como você pode perceber, é muita coisa pra pouco tempo, então a gente meio que não aproveitou tanto, mas deu pra ver muita coisa, eu recomendaria pelo menos uns 3 dias pra aproveitar tudo bem direitinho.
O lugar que eu mais gostei foi o Lincoln Memorial, mais especificamente o Washington Monument que ficava em frente ao memorial, que é um obelisco lindo, e a Reflecting Pool que é o lago que fica na frente do obelisco. Confesso que minha maior vontade de ver ele se deu por causa do filme Forrest Gump, estrelado por Tom Hanks, um filme maravilhoso (recomendo muito).

E você? Já considerou viajar para conhecer a capital dos Estados Unidos?
Tata.


Uma das experiências mais legais que tive nos Estados Unidos foi assistir jogos de futebol americano football no estádio da Florida State University. Claro que eram jogos com times de faculdades, então não é alto nível como os jogos do Super Bowl haha, mas eram muito divertidos, e eu sou daquelas torcedoras loucas que perde a voz de tanto gritar quando vou em um jogo. Torci para os Seminoles  <3 , time da FSU. GO NOLES!

Florida State Seminoles vs. Texas State Bobcats
Futebol americano não é difícil de entender, por incrível que pareça, então com algumas dicas dos amigos e lendo as regras em alguns sites aleatórios que não lembro mais quais foram, entendi o suficiente para aproveitar cada jogo ao máximo. O jogo tem uma duração de 60 minutos dividido em quatro quartos de 15 minutos, rápido não é? Não! Uma coisa que não me disseram, um jogo dura geralmente mais que 2 horas, porque sempre que o jogo para por algum motivo, o relógio para, então demora mais que o dobro do "tempo oficial" do jogo, é muito cansativo, a maioria das pessoas iam embora na metade do jogo, no final dos primeiros dois quartos. Porém, na metade do jogo tinha uma apresentação da banda da universidade e eles geralmente tinha um tema homenageando algo, era maravilhoso, homenagearam Star Wars, Game of Thrones e muitas outras coisas, eu amava demais.
FSU Marching Chiefs tocando no intervalo do jogo Florida State Seminoles vs. Louisville Cardinals.
Quando a torcida é animada, ela faz toda a diferença, as músicas e gritos de guerra deixam você super pra cima e não dá nem pra perceber o longo tempo da partida passar. No início da partida tinha a entrada do mascote da FSU, o Osceola, representando o histórico líder do Seminole Osceola, e seu cavalo da raça Appaloosa chamado Renegade. Uma pena que não tirei nenhuma foto deles. Ah, e também tinham os Garnet e Gold Guys, que ficavam animando a torcida, eram dois garotos que iam pintados e cheio de glitter no corpo.
Garnet and Gold Guys
Se você gosta de esportes, eu garanto que vale a pena ir a algum jogo de futebol americano, give it a shot!
Tata.


Depois dos dois maravilhosos meses que tive no CIES, minha jornada na faculdade começaria. Maaaas, antes da faculdade, tivemos um pequeno summer break, alguns poucos dias de férias antes das aulas, para relaxar um pouco. Não tínhamos tanto dinheiro assim, então resolvemos viajar pela Flórida mesmo. Essa primeira viagem teve como destino Miami e algumas cidades ao redor. Viajamos por 7 dias.Roteiro:
  • Miami: South Beach - Ocean Drive Av., Collins Av., American Airlines Arena
  • Key Biscayne: Beach
  • West Palm Beach: South Ocean Boulevard, Clematis Street
  • St Petersburg: The Dali Museum
  • Clearwater: Beach, Pier 60
  • Tampa: Ybor City,  The San Antonio Riverwalk, Busch Gardens, Adventure Island

Eu poderia dizer o que eu fiz em cada um desses lugares, mas como não fui em nenhum restaurante chique, só comi em McDonald's, não me hospedei em hotel 5 estrelas, foi em uma casa pequena onde 3 pessoas dividiam uma cama de casal e alguns dormiam no sofá e no chão, minha viagem se resumiu a curtir o dia nas praias, andar nas ruas e admirar as obras de arte.
Mas apesar de tudo, a viagem foi maravilhosa, me diverti bastante. Os lugares que eu mais gostei foram Key Biscayne e The Dali Museum, acho que todos deveriam ir nesses dois lugares, vale muito a pena!

Então, se você está planejando ir na Flórida algum dia, tentem ir em todos esses lugares, são maravilhosos, a Flórida é um estado encantador.
Tata.



Pois então, cá estou eu arrumando minhas malas para encarar uma nova fase da minha vida. Me mudei para os Estados Unidos no dia 18 de junho de 2015, uma menina tímida, com poucos amigos e completamente dependente de todos para fazer qualquer coisa. Imagine chegar em um país onde você não conhece ninguém, com uma língua completamente diferente da sua, para passar um ano, é bem assustador. Mas encarei tudo e fui.
Chegando lá, conheci algumas das pessoas com quem conviveria durante os próximos vários meses. Tive muita sorte, todos eles eram pessoas legais, aos poucos fui me tornando amiga de cada um daqueles 10 seres humanos que estavam tão perdidos quanto eu.
Quando cheguei no apartamento onde iria morar com duas americanas, e me deparei com um gato, sim amigos, um felino. Foi um susto, não sabia que moraria com duas americanas, e ainda mais com um gato, uma gatinha na verdade, super dócil e carinhosa por sinal. Bem, o que importa é que eu consegui me adaptar ao estilo de vida das minhas roommates.
No primeiro dia, após conhecermos nossos apartamentos e quartos, e finalmente nos acomodarmos, fomos comprar o necessário para passar algumas semanas por lá, alguns utensílios em geral e comida. Enfim, essa parte é bem chata, então vou deixar de lado.
No dia seguinte (aqui onde eu queria chegaaaar), tivemos nosso primeiro dia de aula num curso de inglês, um curso dado no período do summer antes da nossa ida para a faculdade. Esse curso teve a duração de dois meses. E foi uma das experiências mais marcantes da minha vida. Não vou contar detalhadamente como foi pois isso aqui é um blog e não um livro e eu já estou me prolongando demais.
O que eu quero dizer sobre o CIES (a instituição onde fiz o curso de inglês), é que eu conheci pessoas dos mais diversos países e aprendi muito mais do que simplesmente falar inglês, aprendi sobre culturas diferentes, aprendi a respeitar visões diferentes, religiões diferentes. Também aprendi que esteriótipos são só visões limitadas de pessoas com mentes fechadas, que não conseguem ver um palmo à sua frente, que existe muito mais no mundo lá fora do que nossas mentes possam imaginar.  Conheci pessoas da China, Japão, Coréia do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Turquia, e tantos outros lugares maravilhosos. Fiz amigos que levarei por toda a vida. Ah, e ainda por cima, os professores são maravilhosos!
Então, o que eu quero concluir com tudo isso? Quero dizer que se vocês tiverem a oportunidade de viajar e sair do Brasil, nem se seja por alguns meses para viver numa cultura diferente, não tô dizendo para turistar, e sim vivenciar o cotidiano daquele lugar, façam isso, vale muito a pena para o seu crescimento cultural, social e intelectual, você vai se tornar uma pessoa muito melhor. Desejo muito ter outra oportunidade como essa num futuro próximo, mas dessa vez para aprender espanhol, francês, e/ou muitas outras línguas. Já disse que quero ser poliglota? Haha, mas isso a gente vai construindo aos poucos.
Se vocês quiserem saber mais, podem perguntar no comentários ou mandar um e-mail, responderei com o maior prazer.
Ps.: Para saber mais sobre o CIES clique aqui e aqui
Ps.: Não estou fazendo publicidade, até porque mal comecei o blog, só acho que vale super a pena mesmo conhecer um pouco mais sobre essa escola de inglês que fez parte de uma fase tão inesquecível da minha vida.
Tata.


Olá, todo mundo.

Eu sou uma garota de 22 anos que nasceu num país maravilhoso e estudou no exterior por um ano. Vivi tantas experiências maravilhosas e eu quero compartilhar com o mundo, com todas as pessoas possíveis. Espero que alguém se identifique comigo, alguém que leia as postagens e que possa compartilhar suas experiências comigo também.

Se divirtam!

Tata.