Como muita gente, todo ano faço uma lista de metas, mas no final acabo sempre esquecendo e não cumprindo nem metade da lista. Dessa vez, resolvi fazer uma pequena lista de metas, assim, fica mais fácil eu me organizar e cumpri-las. Essa lista terá apenas cinco metas, acho que assim é mais fácil de cumprir. Sem mais delongas, vamos à lista.

1. Aprender Espanhol

Então, eu amo aprender idiomas diferentes, só que sou bem preguiçosa. Já aprendi inglês, sou quase fluente  (o importante é que as pessoas me entendem haha), e acho que está na hora de aprender outra língua. Comecei a aprender francês em 2015, mas acabei desistindo, pois acho que o espanhol vai ser mais interessante para minha vida acadêmica e pessoal, já que boa parte dos amigos e familiares do meu namorado falam espanhol. Espero que essa meta eu consiga cumprir.

2. Decidir Meu Curso

Eu já faço faculdade a 4 anos e meio, e já dava pra ter terminado uma graduação, mas por vários motivos, ainda estou na metade de uma. O primeiro motivo é que entrei em Engenharia Elétrica na universidade federal daqui da minha cidade, cursei por um ano e meio e não me identifiquei, então fiz Enem e mudei de curso. Fui para Meteorologia, na mesma universidade, e cursei por um ano e meio. Daí participei do Ciências sem Fronteiras por um ano, e voltei e estou cursando mais um ano de Meteorologia. Só que estou bem insatisfeita com o curso. Não sei se continuo ou se mudo pra alguma outra área que eu gosto. Estou bem confusa, e tenho que decidir isso logo, porque não quero chegar aos 30 anos sem saber o que fazer. 

3. Curso de Culinária

Não sei cozinhar. Não sei fazer arroz, feijão, e até pouco tempo nem brigadeiro. Mas com o tempo, comecei a pegar gosto pela culinária, a assistir vídeos de receitas, e minha vontade de cozinha cresce a cada dia mais. Por isso, quero muito fazer um curso de culinária, desses de pouca duração mesmo, de um mês mais ou menos. Depois eu vou passando para os mais avançados. Ainda tenho que decidir o tipo de culinária que quero.

4. Manter o Blog

Sim, tenho que colocar isso com meta. Já desisti de muitos blogs, de pelo menos uns 5, tecnicamente não sou nova na blogsfera, e fico bem triste quando penso que poderia ter um público bem fiel, mas estou começando do zero. Espero que eu continue com esse blog por muito tempo, e que eu consiga vários leitores fieis, então se você está lendo isso, compartilhe meu blog com seus amigos, me sigam no Facebook e no Instagram, e vamos ser felizes <3

5. Ler 10 livros

Nossa gente, eu adoro ler, amo de paixão, e estava num ritmo de leitura maravilhoso, até viajar. Quando viajei, não levei livros, só um, e eu não gosto de ler no computador. Acabei perdendo o ritmo de leitura e quero muito voltar. Por causa disso, decidi colocar como uma das minhas metas. Nada melhor do que juntar o útil ao agradável.

Gostaram? Vocês já fizeram metas para o ano que vem? 

Tata.


Gratidão. A palavra que pode expressar melhor o que sinto por esse ano que está prestes a acabar. Tantas coisas aconteceram na minha vida. Coisas que eu nunca imaginei que poderiam acontecer. Comecei a pensar em cada coisa que aconteceu, e a importância de cada uma delas. Por isso resolvi fazer essa retrospectiva. É uma retrospectiva pessoal, do que aconteceu comigo, na minha vida.
Viajei para lugares que nunca pensei que conheceria. Fui para Chicago, voltei na Califórnia, conheci Cancún.

Viajei com minha irmã e passei com elas momentos inesquecíveis. Também viajei com meus amigos, vivi momentos que nunca sairão da minha memória.
Sofri pela dor de me separar de amigos que foram minha família por dez maravilhosos meses, que estiveram comigo nos momentos felizes, e nos tristes também. Descobri com eles o que era a amizade de verdade. E me dói até hoje saber que nossos encontros serão poucos no futuro, mas espero que aconteçam de qualquer forma.
Morei por quatro meses em Miami, uma cidade que passou a ser uma das minhas favoritas no mundo todo.
Comecei a namorar com um menino que cuidou de mim em todos os momentos, até quando eu me mudei para outra cidade, onde eu não conhecia ninguém. Me acolheu e me amou. Vivemos quase sete lindos meses, e a dor que meu coração sentiu quando tive que voltar para o Brasil foi diferente de todas as outras que já senti. Chorei mais do que tinha chorado nos últimos anos, talvez mais do que em toda minha existência. Mas ele me mostrou que mesmo com a distância, nosso amor continuaria crescendo, nós iríamos amadurecer, e o reencontro mostraria que tudo isso valeria a pena, reencontro pelo qual espero ansiosamente a cada segundo que se passa. E, mesmo depois de quase cinco meses distantes, ainda somos um do outro
Reencontrei meus pais após um ano e dois meses sem termos nos visto, e foi uma alegria sem tamanho. Percebi ainda mais o valor que eles tinham para mim, e a gratidão que sinto por tê-los em minha vida é imensurável
Aprendi que algumas pessoas entram nas nossas vidas para ficar, enquanto outras simplesmente não fazem questão de permanecer. 
Pessoas que eu considerava tão importantes na minha vida, que conviviam anos comigo, sumiram de forma tão súbita que machucou meu coração. Foram embora sem nem dizer adeus.
Enquanto outras, que eu pensava que seriam passageiras, resolveram continuar comigo.

Amei, chorei, sofri, me decepcionei, amadureci, me descobri.

Foram tantos sentimentos, momentos bons e ruins. Agradeço por cada um deles, pois eles me fizeram ser a pessoa que sou hoje.

Eu só peço a Deus que o ano que vem seja tão repleto de maravilhas quanto esse ano foi. E que eu me descubra cada vez mais.

Tenham um feliz 2017, e ano que vem estaremos juntos novamente!

Tata.


Tattoo Mapa Rosa dos Ventos Tatuagem
Sempre tive vontade de fazer uma tatuagem, mas ainda não tive coragem de fazer. E, um tipo de tatuagem que eu tenho muita vontade de ter é uma tatuagem de viajante. Uma Rosa dos Ventos, um Mapa, ou um Avião, qualquer coisa que me lembre de uma das minhas maiores paixões que é viajar. Por isso, separei algumas inspirações de tattoos maravilhosas que selecionei!


Eu gosto de tattoos mais simples, ou em aquarela. Algum dia vou fazer alguma dessas, ou inspirada nelas, o local ainda não decidi, mas quero que seja em um lugar bem visível para mim. Vocês gostaram das inspiração? Tem vontade de fazer alguma tatuagem? Qual você faria?

Tata.


Como o Natal está chegando e eu amo demais essa época, eu não poderia deixar de fazer uma postagem especial de natal. Fiquei pensando em algo que combinasse com o principal tema do blog ~viagens~, e nada melhor do que falar de outras culturas. Então, o post de hoje falará um pouco sobre como é comemorado o Natal em alguns países ao redor do mundo.


Estados Unidos

Nos EUA, uma das tradições é deixar leite e biscoito para Santa Claus. O bom velhinho vai deixar presentes para as crianças que se comportaram bem durante o ano nas meias penduradas nas lareiras, e deixa carvão para aquelas crianças que se comportaram mal. Alguns presentes são deixados em baixo da árvore de Natal, e essas árvores geralmente são pinheiros de verdade. Os presentes são abertos na manhã do dia 25 de dezembro.

França

Uma tradição cultivada na França na época do Natal é a reconciliação. No dia 25 de dezembro, muitos franceses praticam a chamada reconciliação do Natal, a pessoa vai até a casa de alguém que ele considera um inimigo para fazer as pazes com ele. Há também a tradição de se deixar queimar uma tora de madeira da noite de Natal até a virada do ano, pois eles acreditam que com isso conseguirão garantir uma boa colheita no ano seguinte. O Père Noel tem como ajudante o Père Fouetard, que seria encarregado de informar ao bom velhinho quais crianças se comportaram bem durante o ano.

Itália 

Já na Itália, no dia 5 de janeiro, as crianças esperam a chegada de uma figura mágica que vai trazer doces e outras guloseimas para elas. Mas essa figura não é o Papai Noel, e sim uma bruxa chamada La Befana. Ela desce pelas chaminés das casas, segurando um cabo de vassoura, levando consigo vários presentes. As crianças italianas deixam vinho e biscoitos para a velha bruxa. Dizem que o motivo de sua generosidade seria fruto de arrependimento: ela teria negado abrigo e comida aos Reis Magos, quando eles seguiam para visitar Jesus, e agora ela tenta se redimir.

Austrália

Para os australianos, o natal começa no almoço do dia 25 de dezembro, e eles comem o tradicional peru, pudim de ameixa e frutos do mar. Algumas pessoas passam o natal na praia, já que nessa época é verão por lá, como aqui no Brasil. As casas são decoradas com muitas flores e plantas, tudo bem adaptado à estação!

México 

No México, procissões chamadas de Posadas são realizadas do dia 16 a 24 de dezembro. Tais procissões simbolizam o caminho feito por José e Maria, pais de Jesus, antes dele nascer. Os mexicanos que participam da tradição levam o retrato de José e Maria de casa em casa pedindo abrigo até serem recebidos por alguma família. Outra tradição seria a la piñata, que é um grande enfeite cheio de doces, em forma de pássaro, avião ou boneca, que fica pendurado na árvore. As crianças, de olhos vendados, furam a la piñata para os doces caírem.

Holanda

Para os holandeses, o Natal acontece no dia 6 de dezembro, dia de São Nicolau. O Papai Noel chamado de Sinterklaas chega montado em um cavalo branco, acompanhado pelo seu ajudante, o Zwarte Piet (“Pedro Preto”, em português), que limpa chaminés. Ele é representado por pessoas com a cara pintada de preto, lábios de vermelho e peruca black power, que desfilam no dia 5 de dezembro. Essa tradição é bem polêmica por casa do seu caráter racista.

Venezuela

Entre os dias 16 e 24 de dezembro, as crianças da capital venezuelana costumam ir à primeira missa, a Missa de Agrinalda, de patins. Em vários bairros, as ruas são fechadas para os carros até cerca de oito horas da manhã, para que as crianças possam patinar livremente. Uma curiosidade é que na noite anterior à missa, muitas delas amarram um barbante no dedão do pé e colocam a outra extremidade do barbante pendurado para a fora da janela. Pois, dessa forma, os primeiros patinadores que passam para ir para a missa vão dando um puxão nos barbantes para acordar os mais preguiçosos.

Gostaram de saber mais sobre o natal em outras culturas? Sabiam de alguma dessas curiosidades? Me contem nos comentários :)
Desejo para todos um Natal cheio de alegrias e comunhão!
Feliz Natal!

Tata.


Uma das melhores viagens durante o intercâmbio foi para Cancún, no México. Ficamos lá por 6 dias! Viajamos durante o Spring Break.

No primeiro dia não fizemos muita coisa, pois tivemos que fazer check in no hostel, pegar o carro que alugamos por uns dias, e ainda estava nublado, então no final da tarde fomos apenas na Playa Delfines. A praia é bem bonitinha, mas não passamos muito tempo lá, pois logo começou a chover.

No segundo dia, fomos ao Chichén Itzá, uma cidade arqueológica maia e também uma das sete novas maravilhas do mundo. O lugar é muito interessante, tem muita coisa legal, e saber mais sobre o lugar ajuda muito. A única coisa que incomoda um pouco são os milhares de vendedores em barraquinhas que tem lá, principalmente quando eles descobrem que você é brasileiro, eles insistem em vender mais ainda.
Depois fomos ao Cenote Ik Kil, um enorme poço natural maravilhoso. Um dos lugares que achei mais bonitos. Tomamos banho lá, é bem fundo, mas a água é uma delícia.
No terceiro dia, fomos em umas praias aleatórias, que não lembro o nome, mas muito legais. E visitamos umas lojinhas da região, para comprar umas lembrancinhas.
No quarto dia fomos à Playa Del Carmen, uma praia bem famosa, perto dos pontos principais e de clubes famosos da região, como por exemplo o Coco Bongo.

No quinto dia, passamos o dia inteiro no hostel. Motivo? Todo mundo estava bastante cansado, boa parte do grupo tinha ido em uma festa na noite anterior, e você já sabe, ressaca bateu. Eu não fui, não queria gastar dinheiro entrando nesse tipo de festa, já que não gosto tanto assim. Fora que eu estava bastante cansada, e eu só gosto de ir em festa quando estou bem descansada, senão não consigo aproveitar direito.

No sexto e último dia, fizemos um passeio de catamarã para Isla Mujeres, e esse foi o melhor dia na minha opinião. O passeio custou 50$, e deu direito a um mergulho com snorkel, que foi bem divertido porém cansativo. Também daria direito à visita ao MUSA, Museu Subaquático de Arte, mas no dia que a gente foi, o mar estava muito agitado, e não íamos conseguir ver nada em baixo d'água por causa da areia, então foi decidido não ir. Depois paramos na Playa Norte para almoçar, um buffet bem legal, e incluso no passeio, e de lá fomos direto para a parte principal da ilha, que é muito linda. Ah, um detalhe, o passeio era open bar, ou seja, pode beber o quanto quiser durante a viagem no barco.
Uma coisa que eu achei interessante, e gostei muito, foi o preço das comidas e das lembrancinhas, é tudo bem barato. E, se você pechinchar, os preços ficam muito melhores, eu consegui comprar algumas coisas pela metade do preço inicial.

Você tem vontade de conhecer Cancún? Já conheceu? Comenta aí ;)

Tata.


Mais uma postagem de dicas. Na verdade, são meus relatos sobre alimentação durante as viagens nos Estados Unidos, mas que também podem servir como dicas. Vou falar um pouquinho sobre o que eu comia durante as viagens, gastando pouco dinheiro, em média $10 (dez dólares) por dia. Porém, vou logo avisando que minha alimentação não era lá essas coisas não, era uma alimentação bem mais ou menos, mas dá para comer algumas coisinhas mais saudáveis também, é só saber comprar.
Vamos às dicas!


1. McDonald's
No McDonald's tem uma parte do cardápio que se chama Dollar Menu, e lá tem alimentos que custam em torno de um dólar. Eu, geralmente, comprava dois cheeseburgers, e um copo refil, que eu colocava chá por achar "menos pior" do que refrigerante. Eu gastava em média $4 por refeição. Eles também fazem umas promoções que tem nos cupons fiscais, que as vezes vale a pena, por exemplo, responda a enquete no site, preencha o cupom com tal código, e na próxima compra de um Big Mac, ganhe outro.

2. Burger King
Assim como o McDonald's e outras redes de fast food, o Burger King também tem o dollar menu. Lá também vendia dez nuggets de frango por menos de $2. E tem o "5 for 4", que são cinco itens por $4, os itens são um cheeseburger de bacon, 4 nuggets, batata-frita pequena, refrigerante pequeno e um cookie de chocolate. Uma boa opção para dar uma variada.

3. Wendy's
Possui o mesmo esquema do dollar menu. Já perceberam né? Dollar Menu always. No Wendy's temos o "4 for 4", que é parecido com o do Burger King, mas com um item a menos, que seria o cookie de chocolate, e o cheeseburger de bacon é tamanho júnior. Também vale para dar uma variada se enjoar de McDonald's e Burger King.

4. Dollar Tree
É um mercado onde eles vendem coisas num preço bem acessível. Então a gente sempre comprava uns pacotes de peito de peru, um litro de leite, achocolatado ou suco, pão, esse tipo de coisa, pra comer pelo menos no café da manhã. Como a gente fica em hotel, as vezes eles tem uns frigobares e dá pra preservar os alimentos. Se não tiver, compre alimentos que não precisam ser mantidos em geladeira, como donuts, pães, biscoitos...

5. Walmart ou Publix
Ou qualquer outro mercado. Como o Dollar Tree, apesar de ter produtos baratos, não tem uma variedade tão grande de produtos, é bom ir em outras redes de supermercados para comprar uns produtos com qualidade melhor. Quando eu estava cansada de comer massa e fritura, sempre comprava umas frutas. Dá pra economizar bastante.

6. Lanche
Sempre compre uns lanches para levar na bolsa, tipo uns biscoitos, barras de cereiais ou outra coisa, para quando sentir fome, não ir naquelas lojas super caras e acabar gastando mais de $10 só uma besteirinha. Eu sei que sempre bate aquela fome quando a gente anda bastante.

Mas não deixem de comer algo típico do local para economizar dinheiro, pois comida também faz parte da experiência. Nada substitui o prazer de comer um cheesecake do Cheesecake Factory, ou um donuts do Dunkin' Donuts ou Krispy Kreme, ou qualquer outra comida que faça parte da culinária local.

Essas foram minhas dicas! Gostaram? Acrescentariam algo?

Tata.


Hoje vim trazer uma lista que fiz de 7 coisas que quero fazer quando voltar à New York, Nova York, ou Nova Iorque, como preferir. Sete coisinhas que deixei de fazer, por falta de tempo ou por falta de dinheiro. Quando eu vou voltar à New York? Só saberemos no futuro haha.


1. Broadway
Meu sonho é assistir um musical na Broadway. Amo musicais de todo o coração, e sempre que assisto um filme que é baseado em um dos musicais da Broadway, ou um filme que se tornou um musical, essa vontade só aumenta. Minha lista de musicais que quero assistir é interminável, mas acho que gostaria de começar assistindo Cats ou Chicago.

2. The Museum of Modern Art (MoMA)
O MoMA, museu de arte moderna de NY, é um dos museus de arte moderna mais famosos e importantes do mundo. Não sou uma grande entendedora de arte, mas sei que podemos encontrar várias obras de artistas renomados e de grande importância, como Pablo Picasso, Vincent van Gogh, e Edvard Munch.

3. High Line Park
Um jardim suspenso que foi construído no lugar de uma antiga linha de trem. Dizem que esse jardim é lindo, e está sendo cada vez mais visitado por turistas do mundo todo. De lá dá para ver a pintura inspirada na famosa fotografia do marinheiro beijando enfermeira na Times Square, essa pintura foi feita por um artista brasileiro chamado Eduardo Kobra, que é conhecido mundialmente por sua arte urbana.

4. Magnolia Bakery
Essa confeitaria ficou muito famosa depois da sua aparição no seriado Sex and the City. Ela é especializada em cupcakes, mas seu cardápio vai muito além disso, com variados tipos de sobremesa. Dizem que Banana Pudding (pudim de banana) é o melhor doce vendido na confeitaria. Bem, eu estou louca ara experimentar!

5. Eataly
É um famoso mercado italiano que fica em New York. Dizem que é uma experiência maravilhosa, tem uma variedade muito grande de comidas italianas, e tudo que tem lá, veio ou foi industrializado na Itália. Por mais que eu queira conhecer a Itália e comer comida italiana lá mesmo, acho que seria muito legal dar uma passada na Eataly também.

6. SoHo
O SoHo é um bairro que fica em Manhattan, e possui vários restaurantes, galerias de arte, bares, lojas e museus. Um bairro bem descolado que atrai uma maioria jovem. Mesmo eu tendo passado por lá, acho que não aproveitei o bairro do jeito que deveria, penso que devo dar uma atenção especial numa próxima visita.

7. Love Sculpture
Uma escultura criada pelo artista Robert Indiana em 1964. Existem várias delas espalhadas pelo mundo, mas a escultura original está localizada no Indianapolis Museum of Art. É uma escultura linda, e ela passou despercebida no meu roteiro de quando fui a Nova Iorque. Por isso a coloquei na minha lista, para não cometer o mesmo erro novamente.

Para saber mais sobre minha primeira viagem a New York, clique aqui.

Você já foi a Nova York? Como foi sua experiência? Tem vontade de ir? Acha que faltou algo na lista? Comentem :)

Tata.


Já que fiz uma postagem sobre o Universal Studios, nada mais justo do que fazer uma postagem sobre o Islands of Adventure. O Islands of Adventure é o segundo parque da Universal, e foi o primeiro a trazer o mundo de Harry Potter para nossa alegria <3


The Wizarding World of Harry Potter - Hogsmeade

  • Harry Potter and the Forbidden Journey: é um simulador maravilhoso, que faz você pensar que está dentro do filme. Muito emocionante para os fãs, conheço gente que saiu chorando de emoção depois de ter andado no simulador haha.
  • Dragon Challenge: são duas montanhas russas muito legais, uma das principais atrações do parque. Cada uma tem um percurso um pouco diferente, uns dizem que a Chinese Fireball é mais intensa, outros já dizem que a Hungarian Horntail é pior. Resta ir nas duas e decidir por si só!
  • Flight of the Hippogriff: uma montanha russa para crianças, mas é bem legal pra quem tem medo de montanhas russas, eu fui com meus amigos e rimos muito haha.
  • Hogwarts Express: um trem que te leva de um parque para outro, e a experiência de ida é diferente da volta, então vale a pena ir nos dois. 
  • Ollivanders: a loja de varinhas, eles sempre fazem um pequeno showzinho com alguém que é escolhido aleatoriamente, vai que você tenha sorte! (Sim, eles tem uma Ollivanders no Universal Studios e outra no Island of Adventures).
  • Frog Choir: um showzinho dos sapos cantantes, que é até engraçadinho pra quem é fã, mas não é super importante. 
  • Triwizard Spirit Rally: outro showzinho com um povo vestido com aquelas roupas das escolas de magias que participam do torneio tribruxo, também é legalzinho, porém dispensável. 
  • Three Broomsticks: mais conhecido por nós como 3 Vassouras, é um restaurante que fica no parque. Dizem que a comida nem é tão cara assim, mas eu não fui, então não posso falar muita coisa. Espero ter a oportunidade de ir algum dia.
  • Dicas: comprem doces na Honeydukes, apesar de ser caro, vale a pena comprar um sapo de chocolate ou um feijãozinho de todos os sabores, só pra matar a vontade <3 e comprem Butterbeer, a cerveja amanteigada, eu prefiro a frozen, mas tem gente que prefere do outro tipo, então fica à sua escolha.

Meus Brinquedos Favoritos (tirando Harry Potter):
  • Jurassic Park River Adventure: é um carrinho que você passa pela água e fica vendo os dinossauros, é bem legal, eu gosto muito. Mas você pode se molhar bastante nele.
  • Raptor Encounter: é uma atração onde o dinossauro se movimenta, e você vai lá tirar foto com ele, é muito engraçado, vou deixar uma foto maravilhosa para vocês verem haha.
  • Popeye & Bluto’s Bilge-Rat Barges: eu adoro demais esse daqui, mas é para se molhar mesmo. É tipo uma boia daquelas onde umas 8 pessoas sentam dentro das cadeiras, e daí você vai navegando pelo rio e se molhando muito.
  • Dudley Do-Right’s Ripsaw Falls: você senta num carrinho e desse numa ladeirinha, é uma quedinha apenas, e você se molha bastante.
  • The Amazing Adventures of Spider-Man: melhor simulador <3 os efeitos são maravilhosos, um dos meus brinquedos preferidos, e espero que você goste bastante também. 

Outros brinquedos e atrações que não achei tão interessantes ou não fui:
  • Poseidon’s Fury: é um brinquedo bem estranho, não sei nem explicar haha.
  • Jurassic Park Discovery Center
  • Storm Force Accelatron
  • Doctor Doom’s Fearfall
  • If I Ran the Zoo
  • Caro-Seuss-el
  • The Eighth Voyage of Sindbad Stunt Show

Atrações para Crianças:
  • Pteranodon Flyers
  • Camp Jurassic
  • Me Ship, The Olive
  • The Cat in the Hat
  • The High In The Sky Seuss Trolley Train Ride
  • One Fish, Two Fish, Red Fish, Blue Fish
  • The Mystic Fountain

Não estava funcionando:
  • Skull Island: Reign of Kong
  • The Incredible Hulk Coaster


Dicas (as mesmas da postagem do Universal Studios):
  • Evite filas: Single rides é uma fila para pessoas que vão sozinhos e não se incomodam em ir com desconhecidos nos brinquedos. Reduz muito o tempo de espera em cada brinquedo. Eu, particularmente, não gostava muito pois gosto de ir com meus amigos nos brinquedos. Mas se você não se importa, vale muito a pena!
  • Aplicativo de celular: tem um aplicativo oficial da Universal, que mostra o tempo de espera em cada brinquedo, ajuda bastante a se organizar. Ele está disponível para iOS e Android.
  • Park-to-park: se você não se incomodar de pagar um pouco a mais, compre o ingresso Park-to-park, ele dá o direito de você ir do Universal Studios para o Island of Adventure, e o contrário também, usando o Hogwarts Express, o trem de Harry Potter. Ah, e o caminho de ida é diferente do caminho de volta ;)
  • Dois dias: separe um dia para cada parque, um para o Universal Studios e outro para o Islands of Adventure, se você quer aproveitar de verdade cada parque.

Gostaram? Já foram no Islands of Adventure? Acrescentariam algo à postagem? Contem-me mais :)

Tata.



Estou sem inspiração, não sei sobre o que escrever
Minha criatividade se esgotou e eu não sei onde está meu entusiasmo. 
Os lampejos carregados de ideias, que surgiam na minha mente de forma frequente, não aparecem faz algum tempo. 
Comecei a pensar no motivo que poderia ter contribuído para essa falta de inspiração, e não foi difícil descobri.
Percebi que eu estava sem motivação, vivendo por viver, deixando os segundos passarem levando com eles os momentos não aproveitados da minha vida. 

Tudo estava morno. Não havia grande felicidade, ou profunda tristeza. 
Minha faculdade não me satisfazia, mas eu já estava conformada. 
Onde eu moro, nada acontecia, não existem muitos lugares interessantes para ir, por isso passo todos os dias em casa. 
Meus amigos viraram conhecidos, não se importam com o que acontece na minha vida, não respondem minhas mensagens, não me ligam, não saem mais comigo. 
Os amigos que restaram moram longe, ou estão ocupados demais com suas próprias vidas. 
Meus sonhos foram guardados em caixas, tão fechadas que não há possibilidade de segui-los. 
Fui ensinada a procurar estabilidade, ir em busca dos meus sonhos só depois disso, quando eu estiver equilibrada financeiramente, velha demais ou desestimulada.

É como se meu interior estivesse parado, enquanto tudo a minha volta está em constante movimento. 
Não sei o que fazer ou pensar. 
Estou boiando no oceano da vida, sem saber para onde ir, qual sentido devo seguir, me deixando levar pela correnteza, na esperança de encontrar alguém que me ajude a voltar para o mundo e achar minha razão.

Mas enquanto isso, eu vou indo sem direção, sem inspiração, sem emoção, sobrevivendo no mais ou menos. 

Tata.


Uma coisa que me impressionou foram os tipos de batata frita que comi lá nos Estados Unidos. Não sabia que existiam tantos tipos de batata frita, só conhecia a tradicional que a gente compra em qualquer fast food. Não estou falando de qualidade, pois eu sei que tem umas mais crocantes, outras mais macias, umas meio borrachudas.

1. Waffle Fries
Essa é uma das minhas preferidas. Gosto muito da que tem no Chick-fil-A. Ela tem um formato de waffle, e é uma delícia.

2. Tater Tots
São cilindricas e pequenas, raladas e fritas. São bem gostosas, mas eu comi tanto delas que acabei enjoando haha, tinha quase todos os dias no restaurante da universidade.

3. Curly Fries
Batata frita cortada em formato de espiral, encaracolado. É bem engraçadinha, dá um prazerzinho de comer haha.

4. Potato Wedges
Cortadas em pedacinhos grossos, e cortadas num ângulo meio triangular. Eu gosto muito dessa também, gosto de batatas mais encorpadas.


5. Sweet Potato Fries
Batata doce frita, exatamente isso. São batatas doces, só que fritas. Eu não gostei muito, acho que batata doce não combina muito com fritura, mas tem gente que ama demais, então vai muito de pessoa pra pessoa. Ah, e é aquela batata doce laranjinha.

6. Crinkle Cut Fries
Essa batata é cortada de um jeito que deixe a superfície ondulada, tipo aqueles Cheetos de requeijão. Gosto bastante também.

7. Steak Fries
Fritas duas vezes, grossinhas e pequenas. É parecida com a que a gente encontra normalmente, mas é um pouco mais grossa.

8. Smiley 
Redondinha, grossa e com um rostinho feliz fofinho hahaha. É engraçado, porque eu sinto prazer em comer essa batata frita, ela é tão gostosinha e feliz, talvez eu seja boba.


9. Standard Cut
São batatas fritas apenas uma vez e são bem fininhas. Eu só acho ela gostosa mesmo quando é bem feita, porque se não souberem fazer, ela fica muito dura e não fica muito saborosa.

10 . Belgian Fries
Cortada em pedaços irregulares, frita duas vezes e servida em um cone. É bem parecida com aquelas que a gente compra em lanchonete no meio da rua.

11. Home fries
São cozidas, não tenho certeza que são fritas em algum momento, mas achei importante colocar na lista, pois os americanos comem muito esse tipo de batata. Eu adorava comer, mas as vezes eles não cozinhavam direito e ficava meio cru por dentro, mas quando são feitas direitinho, são deliciosas.


Vocês já comeram alguma desses tipos de batatas?

Tata.


Sempre fui louca por parques de diversões, principalmente quando fui na Disney com minha irmã em 2010, quando tinha 16 aninhos. Desde então fiquei louca para voltar lá. Quando fui morar na Flórida, meu primeiro pesamento foi em ir novamente aos parques da Disney, mas o ticket era muito caro para o bolso de uma mera estudante. Resolvi ir apenas na Universal Studios, e como não sou boba nem nada, comprei o Annual Pass, que dá direito a entrada ilimitada (o mais barato, com blockout dates) por um ano, tanto para o Universal Studios quanto para o Islands of Adventure. Então, fui lá 4 vezes com meus amigos.

Hoje eu vou focar apenas no Universal Studios.

The Wizarding World of Harry Potter - Diagon Alley
Como eu sou super fã de Harry Potter, corri logo para aproveitar o parque. É tudo muito incrível. É lindo demais, chega a ser emocionante, tem várias lojinhas, faz você sentir como se estivesse no filme.

  • Harry Potter and the Escape from Gringotts: é uma montanha russa e simulador muito legal, nele a gente usa óculos 3D. Ah, e o dragão que fica em cima do Banco Gringgots solta fogo! Acho que de 10 em 10 minutos, mas não tenho certeza.
  • Hogwarts Express: um trem que te leva de um parque para outro, e a experiência de ida é diferente da volta, então vale a pena ir nos dois. 
  • Ollivanders: a loja de varinhas, eles sempre fazem um pequeno showzinho com alguém que é escolhido aleatoriamente, vai que você tenha sorte! 
  • Knockturn Alley:  a Travessa do Tranco, é a parte obscura do parque, onde você encontra lojinhas dedicadas as artes das trevas. Passei batido por esse lugar várias vezes, e só descobri que ele existia na última vez que fui lá. AMEI.
  • The Knight Bus: conhecido por nós como Nôitibus Andantegente, está lá no parque, acompanhado da cabeça falante e do motorista, que é sempre muito legal, e deixa a gente tirar fotos com ele e interage bastante.
  • Grimmauld Place: a sede da Ordem da Fênix também está lá!
  • Money Exchange: um lugar para conversar em inglês com os duendes nada simpáticos do filme haha, bem divertido também.



Meus brinquedos favoritos (tirando os de Harry Potter, claro):
  • Revenge of the Mummy: uma montanha russa leve, mas que não deixa a desejar, meu favorito da lista, é tudo escuro, e dá um friozinho na barriga. Fui várias vezes, e se eu voltar lá, vou de novo!
  • E.T. Adventure: para quem gosta desse filme, ou de clássicos. É uma atração super antiga, mas eu acho que todo mundo deveria dar uma chance, eu adoro.
  • Men in Black Alien Attack: é um brinquedo interativo, onde você tem que atirar nos aliens, e no final você compara os pontos com os jogadores do seu carrinho, é bem legal, acho que é meu segundo favorito dessa lista. 
  • The Simpsons Ride: é um simulador muito legal, na primeira vez eu amei, só que nas outras vezes fiquei um pouco enjoada (enjoo com facilidade), então fica o alerta se você enjoa fácil ou tem labirintite.
  • Shrek 4-D: é um pequeno curta do Shrek em 4D, eu gostei bastante, mas sou suspeita pois amo 4D.
  • Hollywood Rip Ride Rockit: não é um dos meus favoritos, mas é uma montanha russa que tem uma subida inclinada a 90°, e você pode escolher a música que quiser escutar durante a subida. Eu não fui nessa, por ser medrosa mesmo, mas meus amigos adoraram.
  • Transformers The Ride-3D: é um simulador 3D bem legal, todo mundo adora e as filas estão sempre cheias.
  • Despicable Me Minion Mayhem: outro simulador, mas dessa vez com os Minions, de Meu Malvado Favorito. Se você gosta do filme, vai amar o simulador!



Atrações que fui:
Horror Make Up Show: é um show que mostra maquiagens de filmes de terror, a maioria de filmes antigos, é bem engraçado. É todo em inglês, então se você não souber a língua, provavelmente não vai ser tão interessante. Mas como eu adoro essa área de cinema, e o que tem por trás das câmeras, amei demais!
Animal Actors on Location: um show que mostra alguns animais adestrados. É legal, mas não tanto assim. Eu gostei, mas se você não tiver tempo, é bem dispensável.

Outros brinquedos e atrações que não achei tão interessantes ou não fui:
  • The Blues Brothers Show
  • Lucy – A Tribute
  • Fear Factor
  • Terminator 2: 3-D
  • Universal’s Cinematic Spectacular

Atrações para Crianças:
  • Fievel’s playland
  • A Day in the Park with Barney
  • Woody Woodpecker’s Nuthouse Coaster
  • Curious George Goes to Town
  • Kang & Kodos’ Twirl ‘n’ Hurl

Dicas:
  • Evite filas: Single rides é uma fila para pessoas que vão sozinhos e não se incomodam em ir com desconhecidos nos brinquedos. Reduz muito o tempo de espera em cada brinquedo. Eu, particularmente, não gostava muito pois gosto de ir com meus amigos nos brinquedos. Mas se você não se importa, vale muito a pena!
  • Aplicativo de celular: tem um aplicativo oficial da Universal, que mostra o tempo de espera em cada brinquedo, ajuda bastante a se organizar. Ele está disponível para iOS e Android.
  • Park-to-park: se você não se incomodar de pagar um pouco a mais, compre o ingresso Park-to-park, ele dá o direito de você ir do Universal Studios para o Island of Adventure, e o contrário também, usando o Hogwarts Express, o trem de Harry Potter. Ah, e o caminho de ida é diferente do caminho de volta ;)
  • Dois dias: separe um dia para cada parque, um para o Universal Studios e outro para o Islands of Adventure, se você quer aproveitar de verdade cada parque.

Vocês já foram no Universal Studios? Pretendem ir?
P.S.: Não tirei muitas fotos por motivos de "não me toquei", e só fiz aproveitar o parque haha.


Decidi fazer uma lista com 5 dicas, baseada nas minhas viagens, de como viajar gastando pouco.
Vale lembrar que eu me privei de muita coisa para conhecer mais lugares.

Imagem do Tumblr
1. Não gaste muito com souvenirs.
Uma coisa que leva uma boa quantia do nosso dinheiro embora são as lembrancinhas. Quando eu viajei, trouxe poucas coisas de presente para família e amigos. Claro que sempre tem aquele parente ou aquele amigo que você quer agradar, mas se você quer fazer memórias, seus amigos vão entender se você comprar uma lembrancinha baratinha de 2 ou 3 dólares para eles. Nada de gastar muito com bugiganga.

2. Turismo gastronômico
Você tem que decidir se você quer comer bem ou visitar mais lugares. Comida é algo que pesa bastante no bolso. Quando eu viajava, eu comia em cantos baratinhos, e gastava em média 5 dólares por refeição, as vezes nem chegava a tanto. Minha dica é, vá à supermercados e compre comida pronta e simples de fazer. 15 dias comendo mais ou menos não vai fazer tão mal.
P.s.: Não estou dizendo pra se jogar nos hambúrgueres, mas dá pra economizar sim.

3. Planeje antes de viajar
Sim, planejamento é a chave de todo o sucesso. Procure tudo com antecedência, não deixe para comprar nada em cima da hora. As vezes a gente consegue encontrar descontos de atrações, hospedagens e várias outras coisas, se a gente pesquisar antes.

4. Use transporte público
Muitas cidades, no exterior principalmente, tem um ótimo sistema de transporte público. Então, dispense o uber ou o táxi, e pegue o ônibus e o metrô. Garanto que você vai economizar bastante.

5. Hospedagem
Não gastem muito com hospedagem! Se o objetivo de vocês é curtir bastante a cidade, não gaste muito com hotel. Se for viajar com muita gente, procurem alguma casa para alugar, as vezes sai bem mais em conta. Se forem poucas pessoas, vale arriscar se hospedar em hostel. Existem vários sites que podem te ajudar nessa busca. Eu já usei Airbnb, Hostels.com, Hostelworld, e Hoteis.com.

Espero que tenham gostado das dicas!
Vocês tem algo para acrescentar nessa pequena listinha?

Tata.


De vez em quando vocês vão ver aqui no blog uma postagem com relação a animais, pois eu amo animais demais!
Hoje o assunto do blog é castração.

O que é castração?
É uma cirurgia que pode ser feita em cães e gatos, sendo eles fêmeas ou machos, para impedir que se reproduzam.

Quais são os métodos existentes de castração?
Ovariohisterectomia (retirada do útero e ovários)
Orquiectomia (retirada dos 2 testículos)
Vasectomia (interrupção da passagem dos espermatozoides)
Quais são os benefícios da castração?
Existem inúmeros benefícios, dentre eles a prevenção de doenças como tumores prostáticos, mamários e uterinos, elimina o risco do câncer dos órgão genitais, deixa o cão mais calmo e menos agressivo, evita fugas, acaba com o cio em fêmeas, reduz as brigas e a marcação de território...
Mas o maior benefício deles é a diminuição da superpopulação de cães e gatos. Não existe lar para todos eles, muitos filhotes não conseguem ir para um lar responsável, e acabam sendo abandonados e sofrendo nas ruas. 
Imagine um mundo sem animais abandonados, onde eles não sentem frio, nem fome. 
Isso é possível! A Holanda, nesse ano, se tornou o primeiro país sem cães abandonados, isso sem precisar sacrificar nenhum animalzinho.
Você pode ajudar para que algum dia, isso aconteça no Brasil também.
Então, se você ama seu cãozinho ou seu gatinho, castre-o.
Castração é um ato de amor.

Tata.