A vida é tão frágil.
A gente vai vivendo como se tudo fosse durar para sempre, mas tudo o que nós conhecemos pode ir embora, de repente.

Muitas vezes só nos damos conta da fragilidade da vida quando alguém que amamos vai embora.
E é nesse instante que você percebe que daria tudo o que você conquistou até agora só para ter mais alguns momentos com ela. É aí que vemos o verdadeiro valor de cada coisa.

E quando perdemos alguém, não tem como voltar atrás.
Não tem como perdoar.
Não tem como dizer "eu te amo".

Nos arrependemos de todas as vezes que deixamos de visitar um amigo por preguiça, ou até porque não queríamos gastar dinheiro. Das vezes que deixamos de encontrar nossos pais porque chegamos do trabalho ou da faculdade cansados demais. Das vezes que inventamos uma desculpa para não sair, e falamos "deixa para próxima vez", sem saber se essa próxima vez chegará.

Focamos tanto nos nossos estudos, trabalho, vida profissional, que esquecemos do essencial. Esquecemos que o importante mesmo são os momentos que ficam guardados dentro de nós, são as memórias que cultivamos, é cada minuto que passamos juntos daquela pessoa especial.

E se amanhã você não estiver mais aqui?
Será que você perdoou aqueles que te magoaram?
Será que você demonstrou o amor que tinha pelas pessoas ao seu redor?
Será que você passou tempo necessário com seus amigos e seus familiares?

E se alguém que você ama não estiver mais aqui?
Se seu pai, sua mãe, seu irmão, seu amigo, seu namorado, não acordar amanhã de manhã?
Como foi o último momento que você passou com essa pessoa?
Será que você desperdiçou as últimas horas que poderia ter tido com ela?
Será que você vai se arrepender?

A frase mais clichê de todas, porém a mais verdadeira, viva o hoje como se não houvesse amanhã.
Porque pode ser que o amanhã nunca chegue.

Tata.


13 Comentários

  1. É triste pensar que a vida é mesmo tão frágil e o quão somos vulneráveis as coisas que vem aparacendo para nós. Acho que deve-se viver da maneira que sentir mais confortável em viver, e ter atitudes em certas momentos. Adorei o blog :D

    ResponderExcluir
  2. Falou tudo, a maioria das pessoas só pensam em algo profissional ou até mesmo em objetos, mas os momentos, lembranças que deveriam ser a prioridade de tudo isso, infelizmente são deixados de lado.
    Adorei o texto e o seu blog 😘

    http://papodedelicada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Pura Verdade!!! Deixamos de fazer tantas coisas e o tempo passa e ele não volta atrás por isso temos que pensar muito antes de ter alguma atitude ou como tratamos as outras pessoas que ainda tem aquele detalhe é uma roda gigante um dia podemos precisar e amanhã o outro pode precisar !!! Ameii

    Boa Reflexão
    super beijo

    www.cinthiadaniele.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que texto incrível e super verdadeiro. Sabe, eu fui aprender a compreender a importância das pessoas na minha vida e o tempo que gasto, quando eu entrei na depressão e poucas ficaram do meu lado e o tempo virou meu melhor amigo.Obrgada pelo post!

    https://theprivs.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Depois que fui morar sozinha (e em outro estado) passei a repensar muitas coisas, principalmente como que eu estava gastando o meu tempo ao lado das pessoas. Tive mais certeza que o que nos sustenta são nossos pais, amigos e (no meu caso) meu namorado, e que PRECISO administrar o meu tempo para ficar ao lado deles quando vou pra casa da minha mãe. São aqueles momentos que não tem preço.

    Seu post só faz reafirmar o quanto é importante que nós, nos dediquemos a passar um tempo ao lado de quem amamos.

    Beijos, beijos

    ResponderExcluir
  6. Com certeza. Muito bom sdu texto. Da vida, a gente tem que aproveitar o maximo. Ninguém sabe o dia de amanha. Nos que fazemos escolhad para o nosso destino, e sejam elas sdmpre boas <3

    ResponderExcluir
  7. Nossa, amei o texto! Hoje mesmo minha irmã mandou uma foto do trânsito interditado por conta de uma pessoa que queria se jogar de uma ponte. Isso me fez refletir sobre o fato da vida ser tão frágil. A gente nunca sabe o que se passa na vida do outro. Será que aqueles que gostamos realmente falam a verdade quando dizem "estou bem"? Então, fica a minha dica: é super importante demonstrar amor àqueles que amamos, até porquê não sabemos quando será o último "eu te amo". :/

    ResponderExcluir
  8. Nossa Tila, você falou toda a verdade, por isso que mesmo nos momentos mais difíceis que cada um de nós vivenciamos, não devemos nos abater...devemos erguer a cabeça e continuar a caminhada, alegre, chorando, rindo sem perder a essência de viver dia após dia, isso faz valer cada minuto. A vida é linda e devemos agradecer por essa dádiva.

    ResponderExcluir
  9. Oiiee... Chega dá um aperto no peito, pensar nessa realidade...Há uma música da banda Rosa de Saron, não sei se você conhece, diz assim: "Se Deus te desse só o amanhã
    Pra sentir o que nunca sentiu, sentiria?
    Se de fato fosse mesmo o último adeus
    Onde há de estar o seu amor?
    E assim, viva como quem soube que vai morrer
    Morra como quem um dia soube viver"
    Pode não ser relevante, pois seu texto foi bem completo, mas queria deixar esse complemento...
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Um triste fato, mas não acho clichê dizer que devemos viver como se não houvesse amanhã, sempre tentei levar minha vida dessa forma, aproveitando cada segundo. Precisamos aprender a reclamar menos e agradecer mais, amar quem nos ama, rir mais e relaxar mais. A vida não é só trabalho, mas lazer e coisas prazerosas também!

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem? Que reflexão mais interessante. Realmente, muitas vezes deixamos as coisas para depois como se fôssemos ter tempo. Mas é preciso criar metas a curto prazo e focar nelas. Tentar fazer o máximo possível hoje. Talvez não chegue o "depois". Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  12. Oi Tatá, só li verdades no seu post. Essa finitude da vida é algo sobre o que tenho pensado, e tentado aproveitar melhor a vida, não ficar deixando para depois pois não há a certeza da existência desse depois.

    ResponderExcluir
  13. Verdade Tatá, já me arrependi de não ter feito muita coisa, justamente por não saber o dia de amanhã! Hoje levo o vida como um "FAÇA, MESMO QUE SE ARREPENDA"! Pois fica o aprendizado né?

    ResponderExcluir