Creio que todos os brasileiros souberam tragédia que ocorreu no Museu Nacional no dia 2 de setembro de 2018. Considerado um dos maiores museus de história natural e de antropologia das Américas, o Museu Nacional no Rio de Janeiro perdeu quase todo o seu acervo em um incêndio que aconteceu, principalmente, por conta de negligência política.

Não tive a oportunidade de conhecer esse museu, nunca fui ao RJ, e agora nunca poderei conhecer. Fiquei refletindo sobre a quantidade de história que não conheço e talvez nunca tenha oportunidade de conhecer. Eu amo museus, dois dos meus favoritos é o Museu Salvador Dalí que fica em São Petersburgo - FL e o Instituto Ricardo Brennand, Recife - PE.

Depois dessa fatalidade, e de passar certo tempo pensando nisso, fiz uma listinha de alguns dos melhores museus do Brasil. O nosso país é riquíssimo em história, então não tinha como fazer uma lista com todos os museus, por isso selecionei apenas 14, espero que vocês tenham a oportunidade de conhecer cada um deles, assim como eu espero conhecer.

1. Instituto Ricardo Brennand, Recife (PE)

O Instituto é um espaço cultural sem fins lucrativos inaugurado em 2002, o qual ocupa uma área de 77.603 m² cercada por uma reserva de mata atlântica preservada, que salvaguarda um valioso acervo artístico e histórico originário da coleção particular do industrial pernambucano Ricardo Coimbra de Almeida Brennand. Possui uma das mais modernas instalações museológicas do Brasil, abrangendo um complexo de edificações constituído pelo Museu Castelo São João (museu de armas brancas), Pinacoteca, Biblioteca, Auditório, Jardins das Esculturas e uma Galeria para exposições temporárias e eventos. Fonte: Instituto Ricardo Brennand.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 13h às 17h.
Entrada: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), gratuito para crianças até 7 anos.
Site: http://www.institutoricardobrennand.org.br/


2. Museu da Gente Sergipana, Aracajú (SE)
Inaugurado em 26 de novembro de 2011, o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda é o primeiro museu de multimídia interativo do norte e nordeste. É um museu totalmente tecnológico voltado para expor o acervo do patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe, através de instalações interativas e exposições itinerantes. O prédio foi totalmente restaurado pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese), seu mantenedor, em parceria com o Governo do Estado.

Considerado um marco histórico para o Estado de Sergipe, o museu conta com diversos espaços expográficos, como "Nosso Cabras", “Nossos Pratos”, "Nossas Praças", "Nossas Festas", "Nossos Leitos", além de exposições temporárias, a exemplo de 'Mamulengo de Cheiroso: A Magia no Teatro de Bonecos', atualmente em cartaz.  O espaço também dá lugar a eventos culturais que já fazem parte do seu calendário, como a 'Folia da Gente', 'São João da Gente Sergipana', 'Agosto: Mês das Culturas da Gente', 'É tempo de Criança' e 'Natal da Gente Sergipana'. Fonte: Museu da Gente Sergipana.


Horário de Funcionamento: terça a sexta das 10h às 16h; sábado, domingo e feriado, das 10h às 15h.
Entrada: gratuita.

3. Museu da Língua Portuguesa, São Paulo (SP)
Imagem: Casa Claudia
Com o objetivo de valorizar a diversidade da língua portuguesa, celebrá-la como elemento fundamental e fundador da cultura, aproximá-la dos falantes do idioma em todo o mundo, conectar seus visitantes ainda mais com o idioma, suas origens, sua história, suas influências e as formas que ele assume no cotidiano da população. o Museu da Língua Portuguesa inaugurou no dia 20 de março de 2006, na Estação da Luz. A Estação era um dos principais pontos de passagem dos imigrantes que chegavam ao país e, até hoje, é um espaço dinâmico de contato e convivência entre várias culturas e classes sociais, abrigando sotaques vindos de todas as partes do Brasil. Fonte: Museu da Língua Portuguesa.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia), gratuita para crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos.

4. Museu Oscar Niemeyer, Curitiba (PR)
Imagem: UOL Notícias
O MON, projetado pelo reconhecido arquiteto brasileiro que leva seu nome, foi inaugurado em 2002. O Museu Oscar Niemeyer já realizou ao longo deste período mais de 300 mostras nacionais, internacionais e itinerantes. Possui um total de 12 salas expositivas, e com uma equipe multidisciplinar, visa aproximar e aperfeiçoar a experiência dos visitantes com as artes visuais. O Museu possui o setor de Ação Educativa que atende diariamente estudantes, professores e o público em geral, bem como realiza cursos e oficinas, abertas ao público, com o objetivo de capacitar pessoas no desenvolvimento de trabalhos e projetos. Fonte: Museu Oscar Niemeyer.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia).

5. Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo (SP)
Imagem: Historia das Artes
Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Pinacoteca de São Paulo é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade.
O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência de 20 obras do Museu Paulista da Universidade de São Paulo de importantes artistas da cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antônio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Com o passar dos anos formou um significativo acervo, com quase 10 mil obras. Fonte: Pinacoteca.

Horário de Funcionamento: quarta a segunda, das 10h às 17h30.
Entrada: R$ 6 (inteira), R$ 3 (meia), gratuita para crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos.
Site: http://pinacoteca.org.br/

6. Museu do Futebol, São Paulo (SP)
Imagem: Viagem e Turismo
O Museu do Futebol tem a missão de investigar, preservar e comunicar o futebol como expressão cultural no Brasil, em diálogo com todos os públicos, para instigar e inspirar ideias e experiências a partir do futebol.
Visa a ser referência constante e global: no tratamento do futebol como patrimônio; em acessibilidade; em sustentabilidade e no respeito à diversidade cultural. Busca ser um museu que dialoga com seus públicos no desenvolvimento de suas ações. Fonte: Museu do Futebol.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada: R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia).
Site: https://www.museudofutebol.org.br/

7. Catavento Cultural e Educacional, São Paulo (SP)
Imagem: Apontador
O Museu Catavento, criado com a vocação de ser um espaço interativo que apresente a ciência de forma instigante para crianças, jovens e adultos, desde sua inauguração em 2009, tem sido um grande fenômeno de público, tendo atingido a marca de dois milhões e meio de visitantes em apenas seis anos de operação, tendo sido o Museu mais visitado do Estado de São Paulo por três anos consecutivos. Fonte: Catavento Cultural.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia).
Site: http://www.cataventocultural.org.br/

8. Museu Imperial, Petrópolis (RJ)
Imagem: Trip Advisor
O Museu Imperial possui o principal acervo do país relativo ao império brasileiro, em especial o chamado Segundo Reinado, período governado por D. Pedro II. São cerca de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos à disposição de pesquisadores e demais interessados em conhecer um pouco mais sobre o tema, além de constantes eventos, exposições e projetos educativos preparados pela nossa equipe. Fonte: Museu Imperial.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 11h às 18h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia), gratuita para crianças até 7 anos, adultos a partir de 80 anos e pessoas com deficiência.
Site: http://www.museuimperial.gov.br/

9. Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, Porto Alegre (RS)
Imagem: Katia Bonfadini
O Museu de Ciências e Tecnologia, tem por missão gerar, preservar e difundir o conhecimento por meio de seus acervos e exposições, contribuindo para o desenvolvimento da ciência, da educação e da cultura.  Suas coleções científicas abrigam um vasto acervo de fósseis, espécimes representantes de nossa biodiversidade e peças provenientes de escavações arqueológicas, que são objeto de pesquisa de mestrandos e doutorandos provenientes de várias partes do mundo. Fonte: MCT - PUCRS

Horário de Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábado e domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia).
Site: http://www.pucrs.br/mct/

10. Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), São Paulo (SP)
Imagem: Selva das Pedras
Fundado em 1947, o Museu de Arte de São Paulo é um museu privado sem fins lucrativos, e possui mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, hoje a coleção do MASP reúne mais de 10 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos, abrangendo a produção europeia, africana, asiática e das Américas. Fonte: MASP.

Horário de Funcionamento: terça, das 10h às 20h; quarta a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 35 (inteira), R$ 17 (meia).
Site: https://masp.org.br/

11. Inhotim, Brumadinho (MG)
Imagem: Espaço f508
O Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz a partir de meados da década de 1980. Contém um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas. Com atuação multidisciplinar, o Inhotim se consolida, a cada dia, como um agente propulsor do desenvolvimento humano sustentável. Fonte: Inhotim.

Horário de Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30; sábado e domingo, das 9h30 às 17h30.
Entrada: R$ 44 (inteira), R$ 22 (meia), gratuito nas quartas-feiras (exceto feriados).
Site: http://www.inhotim.org.br/

12. Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza (CE)
Imagem: Viagem e Turismo
O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura está entre os mais relevantes centros culturais brasileiros e é um dos principais pontos turísticos do Ceará. O Centro Dragão do Mar está situado num dos mais boêmios bairros de Fortaleza, a Praia de Iracema. São 14,5 mil metros quadrados de área construída para vivenciar a arte e a cultura, visitando exposições no Museu da Cultura Cearense, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará e na Multigaleria; se encantando com espetáculos cênicos, no Teatro Dragão do Mar, no Espaço Rogaciano Leite Filho e na Arena Dragão do Mar; assistindo a grandes filmes nas modernas salas do Cinema do Dragão - Fundação Joaquim Nabuco; desbravando o Universo, no Planetário Rubens de Azevedo; e ainda curtindo shows locais, nacionais e internacionais, no Anfiteatro Sérgio Mota, no Auditório e na Praça Verde do Dragão. Fonte: Dragão do Mar.

Horário de Funcionamento: Geral: de segunda a quinta, das 8h às 22h; e de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h.
Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h.
Cinema do Dragão: de terça a domingo, das 14h às 22h.
Museus: de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30); sábado, domingo e feriados das 14h às 21h (acesso até as 20h30).
Multigaleria: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).
Entrada: Cinema do Dragão: R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia).
Museus: gratuito.
Multigaleria: gratuito.
Site: http://www.dragaodomar.org.br/

13. Museu do Amanhã, Rio de Janeiro (RJ)
Imagem: Museu do Amanhã
O Museu do Amanhã é um museu de ciências diferente. Um ambiente de ideias, explorações e perguntas sobre a época de grandes mudanças em que vivemos e os diferentes caminhos que se abrem para o futuro. O Amanhã não é uma data no calendário, não é um lugar aonde vamos chegar. É uma construção da qual participamos todos, como pessoas, cidadãos, membros da espécie humana. 

Orientado pelos valores éticos da Sustentabilidade e da Convivência, essenciais para a nossa civilização, o Museu busca também promover a inovação, divulgar os avanços da ciência e publicar os sinais vitais do planeta. Um Museu para ampliar nosso conhecimento e transformar nosso modo de pensar e agir. Fonte: Museu do Amanhã.

Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia), gratuito nas terças-feiras.
Site: https://museudoamanha.org.br/

14. Museu Felícia Leirner, Campos do Jordão (SP)
Imagem: Campos do Jordão
Instalado desde 1978, o Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro tem como missão preservar e divulgar sua coleção de esculturas e sua área de mata atlântica, fomentar a fruição e expressão em artes visuais e a apreciação e compreensão musical, e promover a conservação ambiental, projetando ser uma referência entre museus que aliam patrimônio cultural e natural em mesmo espaço, e tendo relevância como centro de promoção de artes visuais, música, preservação e uso sustentável do meio ambiente. Fonte: Museu Felicia Leirner.


Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia).
Site: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Valorizem a história do Brasil, valorizem nossa história.
Vocês já foram em algum desses museus? Tem vontade de conhecer algum?

Tata.


5 Comentários

  1. Uma verdadeira infelicidade social o ocorrido com o museu nacional, infelizmente o incêndio de todo um acervo referente à cultura e educação representa uma triste metáfora do caos vivenciado pela sociedade brasileira no momento atual. Gostei da lista que vc fez no post! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Desses eu só visitei o da PUC porque sou do RS e digo que é um lugar incrível, mas amei conhecer os outros e quero visitar. Os museus são muito importantes e deveriam ser mais valorizados
    Beijosss
    www.opsquerida.com.br/
    www.instagram.com/siteopsquerida/

    ResponderExcluir
  3. Uma tristeza o que aconteceu com o museu nacional.
    Ainda não tive a oportunidade de conhecer um museu, mas tenho muita vontade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que lindos e importantes museus nossa gostaria de poder conhecer pelo menos 1

    ResponderExcluir
  5. Adorei a lista dos museus, acredito que tenham historias incríveis .
    Beijos boa semana
    http://bellapagina.blogspot.com

    ResponderExcluir